19 alunos de medicina são presos suspeitos de ingressarem curso com documentos falsos

Segundo as investigações, foram falsificados documentos de oito instituições de ensino superior de medicina no Brasil

Dezenove alunos de medicina foram presos suspeitos de ingressarem no curso com documentos falsos, em Goiás e na Bahia. (Foto: reprodução/redes sociais)
Dezenove alunos de medicina foram presos suspeitos de ingressarem no curso com documentos falsos, em Goiás e na Bahia. (Foto: reprodução/redes sociais)

Dezenove alunos de medicina foram presos suspeitos de ingressarem no curso com documentos falsos. Os mandados de prisão temporária foram cumpridos nesta quarta-feira (27), em Goiás e na Bahia, por meio da Operação Clandestinus.

De acordo com a Polícia Civil, todos os suspeitos ingressaram no curso de medicina, através de transferência externa, mediante a apresentação de documentos falsos. As investigações apontaram que foram falsificados documentos de oito instituições de ensino superior de medicina no Brasil, as quais confirmaram as irregularidades.

Todos os suspeitos conseguiram vagas em processos seletivos de transferência externa nos períodos finais do curso de Medicina. Alguns dos estudantes já estavam na fase internato, ou seja, atendendo à comunidade na prestação pública de serviço médico emergências, gerando risco à vida ou à saúde das pessoas atendidas.

Aguarde mais informações!