Acusado de matar moradora de rua a facadas vai a júri popular em Goiânia

Vítima tinha 60 anos, vivia em situação de rua e fazia tratamento contra alcoolismo

Acusado de matar moradora de rua a facadas vai a júri popular em Goiânia (Foto: Divulgação)
Acusado de matar moradora de rua a facadas vai a júri popular em Goiânia (Foto: Divulgação)

Gustavo Pereira Tomaz, de 21 anos, acusado de matar a facadas a moradora de rua Luiza Helena da Silva, vai a júri popular na terça-feira (30). O crime aconteceu em fevereiro de 2020 na Vila Jardim São Judas Tadeu, em Goiânia. O julgamento será presidido pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, no Fórum Criminal da capital.

Luiza Helena, de 60 anos, vivia em situação de rua e estava em tratamento contra o alcoolismo. A mulher foi morta a facadas no início da manhã do dia 1º de fevereiro de 2020, no setor São Judas Tadeu, em Goiânia. Atingida no peito, a vítima morreu no local.

Ao amanhecer, pessoas que passavam pela rua encontraram o corpo e acionaram a polícia. Depois de ter acesso a imagens de câmeras de segurança e de receber uma denúncia anônima, policiais identificaram o suspeito, na época com 19 anos, e efetuaram sua prisão em flagrante.

Segundo a apuração da Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH), Gustavo Pereira Tomaz, que era usuário de drogas, e a vítima tiveram um desentendimento, o que resultou no assassinato de Luiza.

Acusado de matar moradora de rua responderá por homicídio

A polícia realizou buscas na residência no suspeito, onde foram apreendidas as roupas usadas no momento do crime e a faca. Gustavo responderá por Homicídio simples com pena de seis a vinte anos de reclusão.

Leia outras notícias no Mais Goiás

Homem mata enteada de 1 ano e 8 meses, esposa grávida e fazendeiro em Corumbá de Goiás

Homem que matou irmã e tia em Senador Canedo permanece internado

Policial civil do DF é presa após ‘stalkear’, furar pneus de carro e esfaquear ex-namorado

*Jeice Oliveira compõe programa de estágio do Mais Goiás sob supervisão de Alexandre Bittencourt