Adolescente é apreendido com nota de R$ 420 com desenho de maconha no ES

De acordo com a PC, como a nota não existe, não há crime de falsificação; adolescente foi liberado

Adolescente é apreendido com nota de R$ 420 com desenho da maconha no ES
Adolescente é apreendido com nota de R$ 420 com desenho da maconha no ES (Foto: divulgação - PMES)

Um adolescente, que não teve a idade divulgada, foi apreendido com um cédula de R$ 420 que tinha o desenho do bicho-preguiça e maconha. O caso aconteceu na última quarta-feira (24/11) em Nova Venécia, na Região Noroeste do Espírito Santo.

O adolescente foi encaminhado à Polícia Civil. O delegado Willian Dobrovosk disse que, no caso da cédula, não há crime, já que ela não existe. Portanto, ela não se caracteriza como falsificação. Desse modo, ele foi liberado.

O delegado contou que a nota faz referência ao consumo da maconha, mas que nenhum entorpecente foi encontrado como o adolescente.

O caso foi encaminhado ao Ministério Público do Espírito Santo.

Cédula de R$ 420 com maconha já apareceu em Minas Gerais

Em julho, um idoso, de 75 anos, foi vítima de um golpe ao receber uma nota falsa de R$ 420 como pagamento de um empréstimo. O caso aconteceu em Unaí, a 605 quilômetros de Belo Horizonte (MG). A vítima ainda chegou a devolver R$ 320 de troco ao golpista após sanar a dívida de R$ 100.

De acordo com a Polícia Militar, a cédula tem desenhos do bicho-preguiça e folhas de maconha. O responsável de passar a nota falsa ao idoso foi detido. Apesar de alegar que nunca tinha visto a nota, a vítima foi convencida em aceitar a cédula, que sequer é fabricada pelo Banco Central.

“Esse autor [golpista] trabalhava em uma fazenda vizinha ao local onde a vítima mora. Ele pediu R$ 100 emprestado para o idoso e voltou para pagá-lo com a nota falsa. A vítima falou que nunca tinha visto a cédula, mas o autor afirmou que tinha sacado o falso dinheiro em um caixa eletrônico de um banco em Unaí. Ele se aproveitou da situação para ludibriar o idoso”, explicou o tenente Henrique Hiroshi Asanome.

Após conhecimento do fato, os militares foram até o local onde o golpista mora. “O dono da casa onde ele morava temporariamente autorizou a nossa entrada e, já na varanda, nós vimos um vaso com um pé de maconha. Entramos e encontramos um embrulho grande contendo um tablete e duas porções da droga. Durante as buscas, ainda localizamos outra porção de maconha e R$ 56″, disse o tenente.

Ao policiais, o homem falou que está em liberdade condicionou e tem antecedentes criminais por roubo e receptação. Ele foi encaminhado à delegacia e devolveu o dinheiro à vítima.

*Com informações g1