Adulto e adolescente são detidos em operação contra armazenamento de pornografia infantil

Eles teriam armazenado e compartilhado imagens e vídeos de sexo com crianças e adolescentes. Esta é a terceira etapa da investigação de crimes cibernéticos

Investigação já está em sua terceira fase (Foto: divulgação/PC)
Investigação já está em sua terceira fase (Foto: divulgação/PC)

Um homem foi preso e um adolescente apreendido na manhã desta terça-feira (12) suspeitos de possuírem material com pornografia infantil. A ação faz parte da Operação Meu Zeloso Guardador, na qual foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão domiciliar, que visam identificar pessoas que compartilham e armazenam imagens sexuais com crianças.

Os mandados foram cumpridos em Goiânia e Anápolis. O menor foi autuado por ato infracional do artigo 241-B. O artigo prevê reclusão de um a quatro anos e multa para quem “possuir ou armazenar fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”.

O homem foi autuado pelo artigo 241-A, que prevê reclusão de três a seis anos e multa para quem oferece, troca, disponibiliza, transmite, distribui, publica ou divulga material pornográfico com crianças e adolescentes.

As investigações da Polícia Civil identificaram cinco conexões de internet em que havia compartilhamento de vídeos e imagens com pornografia infantil. Após identificar esses elos, os policiais da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos conseguiram identificar usuários de internet que realizaram downloads e uploads de vídeos e fotos que contém o referido material.

Outras etapas

Já foram cumpridos mais de 80 mandados de busca e apreensão, em 17 cidades goianas, resultando em 47 presos. Esta é a terceira etapa da operação.

 

Texto: Eduardo Pinheiro/Mais Goiás