Americana é presa por pagar assassino de aluguel com ‘auxílio covid’

Jasmine Martinez contratou indivíduo para matar uma mulher que se relacionou com seu ex

Jasmine Martinez contratou homem para matar mulher que envolveu com seu ex. Americana presa por pagar assassino de aluguel com auxílio covid
Jasmine Martinez (Foto: Reprodução Redes Sociais)

Uma mulher da Flórida (EUA) foi presa após usar o dinheiro do ‘auxílio Covid’ para contratar um assassino de aluguel para matar uma rival que namorou seu ex-namorado. Segundo a polícia, Jasmine Martinez usou o programa federal para pagar o atirador que matou Le’Shonte Jones e feriu seu filho, de apenas 3 anos. O crime aconteceu em 3 de maio de 2021, informou a NBC 6 .

Martinez havia sacado mais de 10 mil dólares nos dias anteriores ao homicídio, depois que ela arrecadou uma boa quantia do governo federal. Ela tinha solicitado o auxílio Covid para ajudar nas despesas do salão de beleza que é proprietária, de acordo com um mandado de prisão citado pelo jornal Miami Herald .

A polícia da Flórida também prendeu o suposto assassino, Javon Carter. Ele chegou a fazer um vídeo de si mesmo contando dinheiro poucas horas depois que Le’Shonte Jones foi baleada várias vezes. “Apenas mais um dia no escritório”, disse Carter no vídeo.

Os advogados de Jasmine Martinez disseram que sua cliente não participou da trama do assassinato.

A americana já tinha sido presa em 2016, depois de bater em Jones, que estava namorando o ex de Martinez – mas o caso foi arquivado.

Em 2018, Jasmine Martinez foi presa após espancar Le’Shonte Jones novamente. Segundo a NBC, a vítima foi atacada no estacionamento do tribunal por dois homens, incluindo o novo namorado de Martinez, Kelly Nelson.

LEIA TAMBÉM:

+ Mulher paga para eliminar ex-marido e assassino de aluguel extorque alvo para não executá-lo

+ Governo de Goiás lança auxílio aluguel de R$ 350 

*Com informações do New York Post