Após discussão, homem viaja 80 km à Cristalina para esfaquear amigo do filho

Homem teria saído de Luziânia e foi até Cristalina, percorrendo 76 quilômetros, para resolver uma discussão com um colega do filho

Os dois teriam discutido por mensagens e, para resolver a situação, o homem teria saído de Luziânia e ido até a cidade de Cristalina, percorrendo cerca de 76 quilômetros
O punhal, com cerca de 20 centímetros de lamina, feriu o antebraço da vítima (Foto: Divulgação/GCM)

A Guarda Civil Municipal de Cristalina, no Leste do estado, prendeu um homem suspeito de usar um punhal para esfaquear o amigo de seu filho, na noite do último domingo (15). Os dois teriam discutido por mensagens e, para resolver a situação, o homem teria saído de Luziânia, percorrendo cerca de 76 quilômetros, para cometer o crime.

Segundo o boletim de ocorrência, o filho do suspeito estaria na casa da vítima, já que eram amigos. Porém, durante uma conversa entre pai e filho, os familiares teriam se desentendido. Por achar o tom das repressões muito duro, a vítima teria entrado na discussão, indo contra o que o pai do amigo dizia.

A confusão então acabou ficando entre o pai e o amigo. Aos agentes, a vítima teria dito que o homem o acusava de não ser uma boa companhia para o filho e que, todos os erros cometidos pelo outro rapaz, eram culpa da vítima.

Os dois teriam discutido por mensagens e, para resolver a situação, o homem teria saído de Luziânia e ido até a cidade de Cristalina, percorrendo cerca de 76 quilômetros

O punhal, com cerca de 20 centímetros de lamina, feriu o antebraço da vítima (Foto: Divulgação/GCM)

O suspeito teria então saído de sua casa em Luziânia e dirigido até o bairro Minervino Gusmão, em Cristalina. No local, eles voltaram a discutir, tendo evoluído o desentendimento para ameaças de morte. Foi quando o suspeito teria usado um punhal para esfaquear o amigo do filho.

O punhal, com cerca de 20 centímetros de lamina, feriu o antebraço da vítima. Ele foi encaminhado à UPA, com apoio do SAMU, onde recebeu atendimento médico. Já o suspeito, foi preso e encaminhado pelos agentes até a Delegacia da cidade.