Após matéria do Fantástico, Marconi exonera o secretário Edemundo Dias

Durante a reportagem, o ex-secretário Edemundo Dias disse desconhecer as regalias

Após reportagem especial apresentado pelo Fantástico, da TV Globo, sobre supostas regalias que presos, principalmente chefes de quadrilhas, tinham no Complexo Prisional Odenir Guimarães, o governador Marconi Perillo (PSDB) exonerou nesta segunda-feira (16/06) o secretário Edemundo Dias.

Durante a reportagem, o ex-secretário Edemundo Dias disse desconhecer as regalias, mas não autorizou a entrada da equipe de reportagem no presídio.

De acordo com o colunista Jarbas Rodrigues Jr., do jornal O Popular, o governador teria ficado irritado com a postura de Edemundo, que também não comunicou à equipe de comunicação do governo sobre a produção da matéria do Fantástico.

Para o cargo, Marconi Perillo nomeou o secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, que acumulará as duas pastas temporariamente.

As investigações foram feitas pelos Ministérios Públicos do Rio Grande do Sul e Goiás que revelaram um esquema de luxo, mordomias e privilégios que já virou rotina em duas grandes penitenciárias de cada Estado. Trechos de gravações telefônicas, autorizadas pela Justiça e feitas na Penitenciária de Aparecida, de Goiânia, e no Presídio Central, de Porto Alegre, deixam claro que o preso com dinheiro consegue quase qualquer coisa dentro das cadeias.

Foram encontradas nas penitenciárias investigadas ventiladores, aparelhos de som, geladeiras duplex, TV de tela plana, liquidificador, cama de casal e vários outros itens de luxo que caracterizam a rotina de alguns presos.

Leia a nota enviada pelo Governo

“NOTA À IMPRENSA

O governador Marconi Perillo nomeou o secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, titular interino da Secretaria de Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus). O superintendente-executivo da SSP, Edson Costa Araújo, assume a Superintendência Executiva da Sapejus.

O decreto com as nomeações foi assinado no início da noite desta segunda-feira por Marconi. Por determinação do governador, o secretário Mesquita e o superintendente Araújo acumularão as funções.

O ex-secretário Edemundo Dias de Oliveira Filho e o ex-superintendente-executivo da Sapejus Antônio Carlos de Lima pediram exoneração no final da tarde desta segunda-feira.”