Após “pelada” em Goiânia, turma de amigos descobre furto de telefones

Policiais encontraram o homem já vendendo os aparelhos celulares para outra pessoa por um preço bem abaixo do praticado no mercado

Homem é suspeito de furtar celulares de colegas após partida de futebol amador em Goiânia
Homem é suspeito de furtar celulares de colegas após partida de futebol amador em Goiânia (Foto: Divulgação - PM)

Depois de uma “pelada” em uma quadra de futebol alugada em Goiânia, uma turma de amigos descobriu que havia sido furtada. O telefone celular de quase todos havia sumido. O principal suspeito é um homem que eles não conhecem, mas que com frequência sentava-se no banco de reservas e era chamado para completar um dos times quando a conta não fechava. As vítimas recorreram à Polícia Militar (PM).

“Era um rapaz que eventualmente estava lá. No nosso time, faltava pessoas para jogar e ele pediu para jogar com a gente. E a gente, na maior inocência, deixou ele jogar. Não sabíamos quem era”, explicou uma das vítimas aos militares.

Segundo os militares, o homem furtou três celulares. Porém, um deles estava com o rastreamento ligado, o que possibilitou que os miltares encontrassem todos os aparelhos. A câmera de segurança da quadra de futebol também ajudou a identificar o carro do suspeito.

Suspeito de furtar celulares em partida de futebol amador vendia os aparelhos

Conforme o boletim de ocorrência, os PMs encontraram o homem já vendendo os aparelhos celulares para outra pessoa por um preço bem abaixo do praticado no mercado. A polícia recuperou todos os telefones e devolveu aos proprietários.

Ainda segundo os policiais, as equipes prenderam tanto o suspeito de furtar os celulares, como o comprador. Como a identidade de nenhum deles foi divulgada, o Mais Goiás não conseguiu localizar a defesa deles.

O jovem suspeito de furtar os celulares pode responder criminalmente por furto e o outro preso, que é suspeito de comprar os aparelhos, pode ser responsabilizado por receptação, segundo a PM.

*Larissa Feitosa compõe programa de estágio do Mais Goiás sob supervisão de Hugo Oliveira.

*G1