Após sexo em sala de aula, diretoras de escola são afastadas

Em um comunicado, a assessoria do órgão informou que “a partir da próxima semana, a gestão da unidade será reformulada, uma vez que diretora e vice não estarão mais no cargo”

//
//

Depois que um aluno do ensino médio da escola estadual Padre Antonio Jorge Lima, em Bauru, no interior de São Paulo, filmou dois professores fazendo sexo em sala de aula, a Secretaria Estadual da Educação decidiu trocar o comando da unidade de ensino.’

Em um comunicado, a assessoria do órgão informou que “a partir da próxima semana, a gestão da unidade será reformulada, uma vez que diretora e vice não estarão mais no cargo”. Ainda de acordo com a secretaria, uma equipe de supervisores foi designada pela diretoria regional para averiguar a conduta dos funcionários e da direção da escola.

No início de setembro, durante o intervalo das aulas, o adolescente de 16 anos registrou o casal de professores mantendo relações sexuais em uma das salas da aula da unidade, durante o intervalo. De acordo com o pai do estudante que fez o vídeo, o menino desconfiou que os dois professores se encontravam durante o intervalo quando voltou à sala para pegar dinheiro na mochila e foi impedido de entrar pelo docente.

O caso veio à tona depois que uma menina de 11 anos, que estuda na mesma escola, diz ter sido abusada sexualmente. O fato aconteceu na última segunda-feira. A criança foi abordada no corredor da unidade por seis alunos. Enquanto um tapava a boca dela, os demais acariciaram suas partes íntimas. A família da menina procurou a Polícia Civil, que investiga o caso.

(As informações são do Terra)