Armeiro ilegal é preso com mais de 30 armas em Caiapônia (GO)

Ao todo, foram localizadas 8 espingardas, 14 rifles, 6 revólveres, 3 pistolas e duas garruchas

Um homem que exercia a profissão de armeiro ilegalmente foi preso com mais de 30 armas no município de Caiapônia. (Foto: divulgação/Polícia Federal)
Um homem que exercia a profissão de armeiro ilegalmente foi preso com mais de 30 armas no município de Caiapônia. (Foto: divulgação/Polícia Federal)

Um homem que exercia a profissão de armeiro ilegalmente foi preso com mais de 30 armas no município de Caiapônia, na região Oeste de Goiás. O caso ocorreu durante operação da Polícia Federal, deflagrada no último sábado (11).

De acordo com a corporação, um inquérito policial foi instaurado após denúncia de suposto exercício irregular da profissão de armeiro na referida cidade. Após diligências, os policiais constataram que o homem realizava reparos, serviços, customizações e restaurações de armas de fogo, sem autorização legal.

Na residência do investigado, foram apreendidas diversas armas de fogo e munições de variados calibres, bem como peças para manutenção, adulteração e fabricação de tais produtos. Ao todo, foram localizadas 8 espingardas, 14 rifles, 6 revólveres, 3 pistolas e duas garruchas.

Diante dos fatos, o armeiro foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia da Polícia Federal em Jataí. Os crimes sob apuração estão previstos nos artigos 12 e 17 do Estatuto do Desarmamento, com penas máximas de 3 e 12 anos de reclusão, respectivamente.

Ainda segundo a corporação, a atividade de armeiro depende de autorização expressa da Polícia Federal e a manutenção de armas nesse tipo de estabelecimento configura crime, podendo configurar inclusive o delito de comércio ilegal de armas de fogo.