Atacante Kelvin tenta se firmar como titular no time do Vila Nova

Jogador superou má fase e marcou três gols em quatro jogos como titular

Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova

O atacante Kelvin, que chegou ao Vila Nova sob desconfiança, tenta se firmar como titular na equipe. O jogador aparentemente superou a má fase dos últimos anos e marcou três gols nos quatro jogos em que foi titular. Ao todo, ele já entrou em campo com o uniforme do Vila em 11 partidas. Kelvin aposta que uma boa atuação contra a Aparecidense – e a classificação da equipe para a final – vão ajudá-lo a se garantir entre os titulares.

“Minha adaptação está sendo normal, estou vindo de uma má fase. No começo tiveram um tempo bom comigo, foram me solancando aos poucos, fiz alguns treinos separados e fui entrando aos poucos. Acho que o momento certo chegou. Estou pegando um ritmo legal, ganhando minutos. Não tenho muitos jogos de titular e quero ter uma sequência no resto do ano, mas para isso preciso focar no trabalho e nada como uma classificação para fortalecer a minha afirmação na equipe”, comentou Kelvin.

Contra a Aparecidense, no domingo (9), no Anníbal Batista de Toledo, quem vencer se classifica para a final. Para este duelo, Kelvin destaca que não existe favorito, independente do Vila Nova ter mais tradição que o rival. Para o atacante, o time não pode entrar com salto alto e sim jogar o futebol dos últimos jogos.

“Quando se trata de finais não tem jogo fácil. Contra o Anápolis já foi mais difícil que na primeira fase. Agora não tem favoritismo, não tem camisa. Temos de mostrar futebol, trabalho e isso é que vai decidir o jogo. Não podemos chegar de salto alto, tem de colocar a bola na rede e isso vai decidir o jogo”, completou o jogador, que no primeiro turno marcou o gol da vitória colorada contra o Camaleão, no OBA.