Ataque a casa noturna gay em Oslo deixa dois mortos e vários feridos

A cena do crime se estendeu do London Pub, até um clube vizinho e uma rua próxima, onde o suspeito, foi preso

Ainda não se sabe a motivação para o ataque. Oslo receberia a parada do Orgulho Gay neste sábado (25), mas o evento foi cancelado. ​ (Foto: reprodução - Folhapress)

Duas pessoas foram mortas e 14 ficaram feridas na noite desta sexta (24, madrugada de sábado na Noruega) em um ataque a uma casa noturna em Oslo e em ruas próximas ao local, segundo a polícia.

A cena do crime se estendeu do London Pub, um popular bar gay no centro da cidade, até um clube vizinho e uma rua próxima, onde o suspeito, que teria agido sozinho, foi preso alguns minutos após o início do incidente, de acordo com o porta-voz da polícia Tore Barstad ao jornal Aftenposten.

Ainda não se sabe a motivação para o ataque. Oslo receberia a parada do Orgulho Gay neste sábado (25), mas o evento foi cancelado. ​

“Vi um homem chegar com uma sacola. Ele pegou uma arma e começou a atirar”, disse o jornalista Olav Roenneberg, da NRK, ao site da emissora, que, assim como outros veículos locais, publicou fotos de muitas equipes de emergência do lado de fora do London Pub, incluindo policiais e ambulâncias.

Helicópteros sobrevoavam o centro de Oslo enquanto sirenes de ambulâncias e de viaturas eram ouvidas em toda a cidade. No Twitter, a polícia norueguesa confirmou as duas mortes. Cerca de 14 pessoas foram levadas a um hospital, muitas das quais com ferimentos graves, de acordo com a polícia.

O hospital universitário de Oslo disse ter entrado em alerta vermelho após o incidente.