Atlético Goianiense oficializa retorno de Jorginho como treinador

Após duas reuniões com Adson Batista, comandante retorna para sua segunda passagem no rubro-negro com contrato até o fim do ano

Jorginho, durante primeira passagem no Atlético Goianiense
Após comandar o Atlético Goianiense em 13 jogos no último ano, Jorginho retorna ao rubro-negro. Foto: Bruno Corsino - ACG

O Atlético Goianiense já tem um novo treinador. Após a demissão de Umberto Louzer, no início da madrugada do último domingo (15), o rubro-negro acertou o retorno de Jorginho. Após um ano, o comandante retorna com contrato até o fim do ano e chega junto com um auxiliar técnico, Joelton Urtiga. Ele é esperado em Goiânia nesta terça-feira (17) e deve acompanhar, diretamente do estádio, o duelo pela Sul-Americana.

Para assinar com o Atlético Goianiense, Jorginho teve duas reuniões com o presidente do clube, Adson Batista. No Rio de Janeiro, por conta da reunião entre os clubes para a criação da liga, o dirigente máximo do rubro-negro se encontrou com o treinador, e eles então chegaram a um acordo no fim da tarde desta segunda-feira (16).

No Dragão, a passagem de Jorginho foi curta, o treinador dirigiu a equipe em apenas 13 jogos, com 8 vitórias, 4 empates e apenas uma derrota, um aproveitamento de 71%. Na época, o próprio treinador pediu demissão. Em entrevista, o presidente do Atlético Goianiense, Adson Batista, afirmou que o técnico havia deixado a equipe por não concordar com algumas críticas do dirigente, mas que havia saído com um bom relacionamento.

Caso chegue ao Atlético Goianiense, Jorginho terá algumas missões à frente do clube. A primeira é a classificação na Copa Sul-Americana, o clube enfrenta nesta terça-feira (17), o Antofagasta, do Chile, na penúltima rodada, às 21h30 (horário de Brasília), no estádio Antônio Accioly. Outra missão é buscar a primeira vitória no Brasileirão, atualmente, o rubro-negro é o 19º colocado na Série A, com apenas 3 pontos.