Audiência de processo contra Marconi Perillo e Carlinhos Cachoeira é adiada

A reportagem apurou que o ex-governador Marconi Perillo teria alegado estar hospitalizado, o que justificaria sua ausência

Marconi diz que obrigação de Caiado é ganhar reeleição, mas vê cenário aberto
Marconi diz que obrigação de Caiado é ganhar reeleição, mas vê cenário aberto (Foto: Jucimar de Sousa - Divulgação)

Marcada para esta quarta-feira (20), a audiência de instrução e julgamento no âmbito de processo por corrupção contra o ex-governador Marconi Perillo foi adiada. A audiência estava marcada para o início da tarde, mas foi remarcada por “questões processuais”. A reportagem apurou que o ex-governador alegou estar hospitalizado para justificar sua ausência.

O processo que tramita na 8ª Vara Criminal de Goiânia diz respeito à acusação de pagamento de propinas da Construtora Delta a Perillo para favorecimento em contratos da empresa com o poder público. No mesmo processo, que tem como autor o Ministério Público, foram denunciados Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, o ex-presidente do Conselho de Administração da Delta, Fernando Cavendish e o ex-diretor regional da empresa, Cláudio Abreu.

Uma audiência de instrução e julgamento estava marcada para hoje, mas acabou não acontecendo. Segundo a assessoria do Fórum Criminal Desembargador Fenelon Teodoro Reis, o procedimento foi adiado por “questões processuais”.

No entanto, o Mais Goiás apurou que a audiência foi remarcada após a defesa de Perillo alegar sua impossibilidade de comparecer por conta de uma hospitalização. A reportagem entrou em contato com o advogado do ex-governador, Antônio Carlos de Almeida, o Kakay, que não soube informar sobre a referida audiência.

A reportagem também tentou contato com outro advogado de Marconi, Luis Alexandre Rassi, mas não obteve retorno.