Avança na Câmara projeto que aumenta verba de gabinete para R$ 78 mil

Reajuste prevê cobrir despesas com pessoal com maior flexibilidade do ocorre hoje

Entrada da Câmara Municipal de Goiânia com fonte e jacaré no primeiro plano e bandeiras no segundo
Dois vereadores integram comitiva que irá a Portugal com recursos públicos (Foto: Câmara - Divulgação)

Avança na Câmara Municipal de Goiânia projeto que prevê aumento da verba de gabinete dos vereadores dos atuais R$ 62 mil para R$ 78 mil, o que representa incremento de 25%. A matéria foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça na manhã de sexta-feira (8) enquanto ocorria a prestação de contas quadrimestral do prefeito Rogério Cruz (Republicanos). A proposta é da Mesa Diretora.

O reajuste prevê cobrir despesas com pessoal com mais flexibilidade do ocorre hoje. Semelhante ao modelo adotado pela Assembleia Legislativa de Goiás. Assim, gabinetes dos 35 vereadores poderão contratar servidores comissionados com salários que vão de R$ 1,8 mil, para Função Parlamentar VII, a R$ 8,8 mil, para chefe de gabinete.

O teto será de 25 servidores comissionados por gabinete.

Mudanças de verba aumentam gastos na Câmara Municipal?

Assessoria de Comunicação da Câmara diz que não. Já que o crescimento das despesas “são compatíveis com as previsões constantes nas leis orçamentárias”.

Além disso, o valor proposto já seria uma média do que já é gasto com a folha dos gabinetes contando comissionados e efetivos, que recebem gratificação.

Mudanças propostas pela Mesa Diretora

Além de aumento da verba de gabinete dos vereadores dos atuais R$ 62 mil para R$ 78 mil, a mesa diretora também propôs a  criação da figura do quarto vice-presidente, hoje ocupado por Léia Klebia (PSC) e corregedor (ocupado por Joãozinho Guimarães, do Solidariedade), além de duas cadeiras na Comissão de Finanças e Constituição, Justiça e Redação (CCJ).

Os cargos são sem remuneração e têm função política de acomodação de vereadores. Ambos foram aprovados pelos parlamentares.

O presidente da Câmara, Romário Policarpo (Patriota), foi reconduzido ao cargo pela terceira vez através de antecipação do pleito para a mesa diretora.