Baldy diz que “diálogo” e “transparência” explicam crescimento do PP em Goiás

Partido elegeu 40% mais prefeitos na comparação com 2016, em Goiás, e 50% mais vereadores

Presidente do PP em Goiás, Alexandre Baldy, em carreata na campanha eleitoral de Rianápolis, neste ano (Foto: Divulgação)
Presidente do PP em Goiás, Alexandre Baldy, em carreata na campanha eleitoral de Rianápolis, neste ano (Foto: Divulgação)

Depois do DEM, o PP foi a legenda que mais cresceu na eleição deste ano em Goiás. Saiu de 22 prefeitos eleitos em 2016 para 32 em 2020 e conquistou 311 cadeiras de vereador – salto de aproximadamente 49% na comparação com quatro anos atrás. O presidente do PP no Estado, ex-deputado Alexandre Baldy, diz que a aposta foi em “diálogo e transparência” e que a receita deu certo. 

A joia da coroa é Anápolis. O prefeito Roberto Naves, que se filiou ao PP em abril do ano passado, será reconduzido para o seu segundo mandato depois de derrotar o PT. Mas Alexandre Baldy chama atenção para o fato de que, em vários outros municípios, o PP não só elegeu o prefeito, como a maioria dos vereadores. 

“Em Jaupaci ganhamos com chapa pura e fizemos cinco vereadores. Mairipotaba também é um case. Fizemos o prefeito e cinco vereadores de nove cadeiras. Em Moiporá fizemos o vice Paulo Vitor e cinco vereadores dos nove, sendo que os quatro mais bem votados são PP. Nova Gloria é Progressistas: elegemos prefeito e vice e seis de nove vereadores, sendo o mais votado PP (Valdinei com 615 votos)”, afirma Baldy. 

O presidente ressalta que, apesar de o PP ter pedido em Orizona (a sigla indicou o vice), o PP fez o vereador mais bem votado (Vino do Bar com 406 votos). “As eleições em Palminópolis também foram um sucesso. Elegemos o prefeito e cinco vereadores de nove cadeiras; sendo os três primeiros mais bem votados na cidade. Em Rianápolis elegemos o prefeito e sete vereadores de nove cadeiras. Em Serranópolis reelegemos o prefeito e elegemos sete dos nove vereadores. Em Vianópolis elegemos prefeito e vice (chapa pura), além de cinco vereadores em nove cadeiras”.

Na entrevista ao Mais Goiás, o presidente diz que os bons números resultam de um esforço coletivo. Mas os seus companheiros do partido reconhecem que foi também uma vitória pessoal dele. Baldy hoje é secretário de Transportes da administração do governador João Doria, em São Paulo. Lida com orçamento bilionário e com a difícil missão de administrar a rede de metrô, ônibus e trens do maior estado do Brasil. Mesmo assim, conseguiu tempo para visitar nada menos do que 50 municípios de Goiás nesta eleição. 

O esforço de outro importante nome do PP, o deputado federal Adriano do Baldy, para ajudar os candidatos a prefeito e a vereador também foi digno de nota: cem municípios visitados, ao todo. 

Baldy destaca que o partido conquistou sucesso no esforço para reeleger a maioria dos seus prefeitos e que isso comprova que o PP é uma legenda de bons gestores. Foram 14 reeleitos – como Nárcia Kelly, em Bela Vista, e Roberto Naves, em Anápolis. “Temos lideranças espalhadas em 141 cidades goianas”, afirma o presidente. 

Deputado federal Adriano do Baldy (Foto: Divulgação)

Diversidade

O PP foi o segundo partido com o maior número de candidatas mulheres em Goiás, o que Alexandre Baldy diz ser motivo de orgulho. “A cada dia consolidamos mais o PP Mulher. Todos esses segmentos representam cidadãos que devem ser representados de alguma forma. Queremos conversar com todos os públicos e trabalhamos para isso”.

Uma das grandes vitórias do PP goiano no quesito diversidade foi a eleição do prefeito de Abadia de Goiás, Wander Saraiva, que é cadeirante, além do vereador Washington Gomes em Silvânia. “Fomos o segundo partido com maior número de candidatas mulheres e também tivemos três candidatas trans, que infelizmente não foram eleitas”, completa Baldy.