Bebê russo que nasceu sem os olhos é entregue para adoção

A mãe, antes mesmo do nascimento, se declarou incapaz de cuidar da criança; o bebê vai precisar passar por procedimentos cirúrgicos a cada seis meses, ara colocar órbitas oculares a medida que crescer

Bebê russo que nasceu sem os olhos é entregue para adoção
A adoção do bebê pode ser feita por pais russos, mas caso não aconteça, Sasha poderá ter pais estrangeiros

Um bebê russo nasceu sem os olhos e a mãe decidiu colocá-lo para adoção por não ter condições de cuidar da criança. Sasha é o terceiro bebê do mundo que nasceu sem os olhos. Mas, diferentemente das demais crianças, ele não possui outras doenças, embora tenha dois cistos benignos na testa que em breve serão removidos.

Acredita-se que o menino tenha a forma extrema de uma síndrome rara de anoftalmia SOX2. Os médicos afirmam que não há chances do bebê enxergar. A doença, segundo o jornal britânico Mirror, atinge um em um quarto de milhão de pessoas.

De acordo com o Site Catraca Livre, a mãe, que foi criada em um orfanato, alegou antes mesmo do nascimento do bebê que não se sentiria confiante para cuidar dele. Uma enfermeira foi quem deu todos os cuidados necessários para Sasha que agora está com seis meses de vida. Recentemente, ela levou o menino a um hospital que fica a 4 mil quilômetros de São Petersburgo. Lá, os cirurgiões implantaram pequenas órbitas oculares para garantir que o rosto do bebê não se deformasse a medida que ele crescesse.

Aproximadamente, a cada seis meses, o menino precisará passar por este procedimento para colocar órbitas oculares maiores.  “Ele não é diferente de outras crianças. Brinca e sorri como qualquer outro bebê saudável”, contou a enfermeira ao jornal Mirror.

A adoção da criança pode ser feita por pais russos. Contudo, caso não aconteça, o bebê Sasha poderá ter pais estrangeiros.

*Com informações do site Catraca Livre e Jornal Mirror