Agência Extra

Biografia lembra boato de romance entre Domingos Montagner e Cleo Pires

Ator morreu em 2016, durante gravações da novela "Velho Chico"

Domingos Montagner Cleo Pires Ator morreu em 2016, durante gravações da novela
Domingos Montagner e Cleo Pires(Foto: Globo)

Em sua estreia no horário nobre, Domingos Montagner experimentou seu primeiro grande sucesso profissional, mas precisou lidar também com as consequências de ter se tornado um galã. Uma delas foram os boatos envolvendo seu nome e da atriz Cleo Pires, seu par romântico em “Salve Jorge“, em 2012, sua segunda novela na Globo. Na época, os rumores eram de que os atores viviam um romance nos bastidores da produção. É o que lembra a biografia do ator, “O espetáculo não para”, escrita por Oswaldo Carvalho e que acaba de ser lançada pela Máquina de Livros.

“As pesquisas de opinião mostravam que o público adorava os encontros tórridos de Zyah e Bianca de Cleo Pires, mas torciam mesmo para o personagem de Domingos terminar a novela com Ayla, interpretada por Tânia Khalil. Glória (Perez) soube aproveitar o sucesso de Zyah e o personagem cresceu na trama.

Em pouco tempo, Domingos precisou lidar com os paparazzi e as fofocas de que tinha um caso com Cleo na vida real. Luciana (mulher do ator) não gostou nem um pouco, mas o casamento de 12 anos não haveria de terminar por conta de notícias de tabloide. O casal se entendeu e se ajustou aos ossos do novo ofício de Duma”, diz um trecho do livro.

Domingos Montagner morreu tragicamente em 2016, aos 54 anos, ao desaparecer nas águas do Rio São Francisco, durante as gravações da novela “Velho Chico”.

Cleo Pires fez ensaio sensual com o marido; fotos

Em fevereiro deste ano a atriz Cleo Pires, ou somente Cleo, fez um ensaio sensual com o marido, o empresário e modelo Leandro D’lucca. As fotos foram para a Revista Mensch e, durante a entrevista, a filha de Glória Pires abriu o jogo e revelou que pretende aumentar a família “no momento certo”. Veja as fotos AQUI!

+ Camila Pitanga homenageia Domingos Montagner após morte do ator