Coluna da Tainá Borela

Daniel Vilela busca aproximação do grupos contrários à sua pré-candidatura

Agregar aliados caiadistas em torno de seu nome é a missão mais difícil do emedebista

Daniel Vilela busca reaproximação do grupos contrários à sua pré-candidatura
Foto: Jucimar Sousa - Mais Goiás

O presidente do MDB de Goiás, Daniel Vilela, trabalhou e foi bem sucedido nas articulações políticas que o levaram a ser anunciado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) como seu pré-candidato a vice nas eleições do ano que vem. Apesar de a classe política avaliar que a pré-candidatura do emedebista na chapa do governador foi uma estratégia que partiu do próprio Caiado, não se pode tirar o mérito de Daniel de criar uma unidade dentro de seu partido, apesar da saída de Gustavo Mendanha, em torno de seu nome e de conseguir fazer uma aliança histórica com o DEM. Mas Daniel ainda tem uma missão difícil a ser cumprida: ele tenta se aproximar de grupos aliados do governador contrariados com seu ingresso na chapa caiadista. A coluna falou com integrantes do grupo de ex-emedebistas e a maior parte avaliou que “não é a hora” de encontrá-lo ainda.

Telefone mudo

Daniel tem procurado e também mandado interlocutores para tentar diálogo com o ex-prefeito de Goianésia e atual presidente da Codego, Renato De Castro (DEM), mas ainda não foi recebido.

Crítica

Renato afirmou, durante entrevista a uma rádio do Vale do São Patrício, que Daniel “não agrega” como candidato a vice na chapa governista.

Aos velhos tempos

O ex-senador Wilder Morais (PSC) participou, como visitante no plenário do Senado Federal, da votação que escolheu o novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça. “Senti no plenário que existe esperança de que o novo ministro chegue para valorizar o Supremo, um poder essencial para a defesa da nossa Constituição cidadã”, escreveu em suas redes sociais.

Coordenador

O jornal Folha de S.Paulo informou, na edição desta sexta-feira, que o secretário da Fazenda do Governo de São Paulo, Henrique Meirelles, será o coordenador da área econômica da campanha de João Doria à Presidência da República.

Objeção

Apesar das afirmações de jornais de circulação nacional de que Meirelles está definitivamente na equipe de Doria, integrantes da equipe dele em Goiás afirmam que o pré-candidato ao Senado está “100% focado na sua pré-campanha” no Estado.

Em alta conta

A mesma matéria diz que Doria quer um conselho com seis nomes sob a coordenação de Meirelles. Uma das indicadas é a economista goiana Ana Carla Abrão, ex-secretária da Fazenda de Goiás.

Convidados ilustres

Os deputados estaduais vão realizar, na próxima quarta-feira (8), jantar de confraternização de final de ano em um restaurante da capital. O governador Ronaldo Caiado e o vice-governador Lincoln Tejota foram convidados.