Kossa Aqui

Chegou a hora do umidificador de ar de sua casa brilhar

Estamos na época do ano em que o umidificador se transforma no objeto mais importante dos lares goianos

Umidificador de ar - Divulgação
Umidificador de ar - Divulgação

Chegou junho e, junto do mês das fantásticas festas em homenagem aos santos católicos quando a gente aproveita pra comer um monte, nosso velho companheiro umidificador de ar sai do armário. Sim, chegou o momento dele ganhar o protagonismo que lhe é de direito. Até que as chuvas ganhem corpo no mês de outubro, veremos aquela caixa de acrílico colorida exalando fumacinha branca para o alto e trazendo alívio ao nosso sistema respiratório.

É legal ver como tratamos com a correta deferência aquela bendita máquina de expelir umidade. Tal qual um objeto sacro, o umidificador ocupa locais de destaque do ambiente em que se encontra. Sempre no alto, sempre em destaque, sempre à vista de todos que adentrem o cômodo. Quase que como se ocupasse um altar, o umidificador curte seus meses de luz e protagonismo. Nada mais justo.

Lá em casa, já tirei os meus do guarda-roupa. Dei uma boa lavada pra tirar a poeira, esterilizei com água fervente para evitar qualquer microrganismo e os coloquei em seus locais de destaque. Chegou a hora dos umidificadores brilharem.

Quando outubro chegar, nossos companheiros dos meses de estiagem voltarão ao ostracismo do fundo dos armários. Uns, menos prestigiados, vão para baixo das camas. Findados os dias de glória, começam os dias de luta.

Mas até o período de maré baixa ainda leva tempo. Por ora, caros umidificadores, desfrutem de seu momento. Melhorem nossa respiração. Salvem nossas narinas da insalubre umidade relativa do ar do cerrado brasileiro que deixa até o Saara assustado.

Que Deus abençoe os umidificadores de ar de todo estado de Goiás.

@pablokossa/Mais Goiás | Foto: Divulgação