Kossa Aqui

Eu queria ter as manhas do Harry Styles

Harry Styles consegue travar a pauta em tudo quanto é assunto, até mesmo quando faz um show vestido de carteiro

Harry Styles em show em Glasgow. Junho, 2022. Reprodução/Twitter
Harry Styles em show em Glasgow. Junho, 2022. Reprodução/Twitter

Harry Styles tem as manhas. E eu, como toda torcida do Flamengo, Corinthians, Goiás, Vila Nova e Atlético Goianiense juntas, queria ter um pouquinho dessas manhas para melhorar a vidinha chinfrim que levamos. O cara é um puta artista e tudo em que ele se mete repercute. Isso é fruto de um mix virtuoso de talento, carisma, determinação, beleza e sorte. Sim, pois sem sorte, como aprendemos com Nelson Rodrigues, não se chupa nem um mísero Chicabon. Resumindo: o cara nasceu com o tororó, tal qual diz a Anitta, virado pra lua.

Veja você como o cara é um fenômeno:

Harry Styles aventa a possibilidade remota de quem sabe um dia talvez o futuro a Deus pertence reunir novamente o One Direction e automaticamente isso vira manchetes mundo afora.

O trailer do filme em que Harry Styles interpreta um policial gay é divulgado e automaticamente o nome do cara vai pro topo do trending topics mundial.

Harry Styles lança disco novo e automaticamente bate recorde em número de vinis vendidos na primeira semana e coloca quatro faixas do álbum no Top 10 da Billboard Hot.

Harry Styles faz um show em Glasgow bancando cosplay de carteiro dos Correios (sim, até isso aí rolou…) e automaticamente todo mundo quer andar por aí com a calça azul e camisa amarela da estatal brasileira.

Não tem jeito, o cara sabe como lidar com as dinâmicas do mundo de hoje. E tem talento. Pois só uma dessas qualidades não o fariam ser o colosso que é.

Uns nascem para brilhar, outros para lustrar o brilho alheio e invejar. Já está bem claro em qual rol o artista está. E também não é muito difícil perceber o time no qual me enquadro.

@pablokossa/Mais Goiás | Foto: Reprodução/Twitter