Kossa Aqui

Ficar horas e horas na fila para teste de Covid-19 é esculacho

Os locais de teste de Covid-19 estão lotados e precisam ser urgentemente ampliados em Goiás

Locais de testagem da covid-19 em Goiânia nesta quinta (3)
Locais de testagem da covid-19 em Goiânia nesta quinta (3) (Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)

Entrei para a estatística. Sim, peguei Covid-19. Está tudo tranquilo, estou bem. Só com uma coriza chata e insistente, além de um mal-estar generalizado. Em tempos normais, seria aquele resfriado que a gente seguia a vida, ia para o trabalho e espirrava ao lado dos colegas de trabalho e todos diziam “saúde” sem a menor preocupação. Outros tempos. Graças às vacinas que tomei, está tudo sob controle. Mas o que não está sob controle é o esquema de testagem em Goiás. Isso precisa urgentemente ser ampliado.

Cheguei ao Crer por volta de 8h20. Peguei a senha de número 365. Entrei no meu carro para sair do local quando o relógio marcava 16 horas. Inacreditável.

A fila estava em formato de S de não sei quantas pernas. Muita gente tossindo, é claro. Muita gente indisposta, por óbvio. É um absurdo deixar gente adoentada esperando por horas a fio por algo que poderia ser resolvido com tranquilidade em 60 minutos.

A equipe é das mais prestativas. O cuidado dos profissionais é louvável. A pessoa que organizava a fila tinha o cuidado de orientar todos para que ninguém ficasse sob o sol. Digna de aplausos. Só que com aquele volume todo de pessoas é impossível garantir a excelência. Com isso, a simpatia, competência e presteza de todos profissionais da operação se diluem ao longo da infinidade de tempo que gastamos por ali. A gentileza e profissionalismo perdem para o cansaço.

O secretário de Saúde de Goiás Ismael Alexandrino tem perspectivas preocupantes para as próximas semanas. Ele acredita que metade dos goianos será infectada pela variante Ômicron, caso a curva atual permaneça. Com isso, é fundamental ampliar os locais de testagem para que a população não seja submetida a um processo tão extenuante quanto o que presenciei e vivi ontem.

É um trabalho que precisa ser feito para ontem. Não correr com isso é um vacilo colossal.

@pablokossa/Mais Goiás | Foto: Jucimar de Sousa / Mais Goiás