Telemania

Master of None | Após quatro anos, terceira temporada estreia em maio na Netflix

Seriado é estrelado pelo ator Aziz Ansari, que se envolveu em uma polêmica anos atrás envolvendo acusações de grosseria e assédio durante um encontro

Lena Waithe e Aziz Ansari em "Master of None" (Foto: Reprodução/Netflix)

“Master of None”, criado por Aziz Ansari e Alan Yang, teve uma programação incomum, com a primeira temporada estreando em 2015 e a 2ª temporada retornando em 2017 – e ficou quatro anos sem dar as caras, até agora.

Espera-se que a temporada seja um ponto de partida para o show, e acredita-se que se concentre na personagem de Lena Waithe, Denise. Os primeiros relatórios sobre a terceira temporada indicavam que Naomi Ackie (“O Fim do Mundo Maldito”) se juntaria ao elenco.

Em 2017, Waithe e Ansari ganharam um Emmy de excelente comédia para o episódio “Ação de Graças”, da 2ª temporada, que se concentrou nas lutas de sua personagem com sua família. (Em sua primeira temporada, “Master of None” também ganhou um Emmy de roteiro, com Ansari e Yang compartilhando o prêmio.)

Durante os quatro anos de ausência do programa, Ansari se envolveu em uma complicada acusação do movimento #MeToo, que por si só se tornou polêmica. Em uma história publicada em janeiro de 2018, no agora extinto site babe.net, uma mulher com o pseudônimo de Grace descreveu um encontro com Ansari durante o qual ela sentiu que ele tinha sido excessivamente agressivo e a pressionou a fazer sexo. “Realmente me ocorreu que fui violada”, disse ela ao repórter. “Eu me senti muito emocionada quando nos sentamos lá. Que toda aquela experiência foi realmente horrível.”

Da parte de Ansari, ele praticamente sumiu das vistas do público e se mudou para Londres. Mas em 2019, ele fez uma turnê stand-up que foi transmitida como o especial da Netflix dirigido por Spike Jonze, “Right Now”, no qual ele abordou as acusações. “Às vezes eu ficava com medo”, disse Ansari ao público. “Há momentos em que me sinto humilhado. As vezes eu me sentia envergonhado. E, no final das contas, eu me senti péssimo por essa pessoa se sentir assim.”