Bolsa Pró-Atleta investirá R$ 3 milhões em 600 competidores

Segundo anunciado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), serão 12 parcelas pagas a beneficiários divididos em três categorias: estudantil, estadual e nacional

Bolsa Pró-Atleta investirá R$ 3 milhões em 600 competidores
Bolsa Pró-Atleta investirá R$ 3 milhões em 600 competidores

A Bolsa Pró-Atleta, do Governo de Goiás, terá investimento anual de R$ 3 milhões dividido em parcelas de auxílio que beneficiará 600 competidores pelo Estado. Isso é o que foi anunciado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) em live na última sexta-feira (29). Serão 12 parcelas pagas a todos os atletas nas categorias estudantil, estadual e nacional.

Os beneficiários são os mesmos que já foram definidos no ano passado. O programa abrange 250 pessoas na categoria estudantil que receberão o auxílio de R$ 250. Já na modalidade estadual, são 300 atletas que terão bolsas de R$ 500. Por fim, 50 inscritos na categoria nacional serão contemplados com parcelas de R$ 750. Esse valor só pode ser gasto exclusivamente para custear treinamentos e competições.

O governador afirma que o valor será debitado e automaticamente lançado para o sistema do programa. Os dados serão analisados e cruzados com as notas fiscais apresentadas pelo beneficiários. Caiado acredita que esse modelo torna a prestação de contas mais ágil e transparente. O pagamento desse recurso será realizado pelo sistema de cartão pagador do Bando do Brasil.

Lista mantida

O secretário de Esporte e Lazer de Goiás, Rafael Rahif, destaca que a lista dos beneficiados foi mantida devido à interrupção do calendário esportivo causado pela chegada da pandemia do novo coronavírus.

“Tivemos um 2020 muito difícil, em razão da Covid-19, com vários atletas que ficaram sem condições de treinar e competir. Com as 12 parcelas de 2021, o programa vai dar todo o suporte para eles investirem na preparação”, ressalta. 

Olimpíadas

O benefício ajuda na esperança de competidores que buscam vagas nas Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio, no Japão. Alguns deles são Raiza Goulão, do mountain bike, e Hélcio Luiz Jaime, do tiro com arco

No vôlei sentado, há cinco jogadoras goianas que participam de um training camp da seleção brasileira, em Aracaju (SE). São elas: Adria Jesus, Jani Freitas, Pâmela Pereira, Nurya de Almeida e Gabrielle Marchi. As quatro primeiras são bolsistas do Pró-Atleta e ganharam medalha de bronze nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. 

“O programa é fundamental para os atletas goianos de alto rendimento. Contamos com ele para chegar ao nosso objetivo, que é a medalha de ouro em Tóquio. Sem o fomento do Pró-Atleta, nossa realidade de preparação seria muito diferente”, afirma.