Bolsonaro perdeu mais da metade dos eleitores de 2018, mostra pesquisa

Segundo Ipec, Lula e Sergio Moro se beneficiaram dessa queda na popularidade do presidente

PF conclui que Bolsonaro não interferiu na corporação por informações sigilosas
PF conclui que Bolsonaro não interferiu na corporação por informações sigilosas (Foto: Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) perdeu mais da metade dos eleitores de 2018, como mostra a pesquisa divulgada pelo Ipec na última terça-feira (14). Segundo o Instituto Pedagógico de Educação e Cultura, os principais beneficiários dessa queda seriam o ex-presidente Lula (PT) e o ex-juiz Sergio Moro (Podemos).

De acordo com o instituto, mais da metade dos eleitores do presidente apresentaram a intenção de mudar de voto. Dentre os entrevistados que afirmaram ter votado em Bolsonaro na última eleição, 45% manifestam intenção de votar novamente no presidente em 2022, enquanto 55% citam outras opções.

A pesquisa mostrou que 22% dizem hoje pretender votar em Lula, e 10% mostram preferência por Moro.

Ainda segundo o levantamento, 55% dos brasileiros consideram o governo Bolsonaro ruim ou péssimo. Desde fevereiro, essa taxa subiu 16 pontos percentuais. No mesmo período, a aprovação do governo caiu de 28% para os atuais 19%.

A pesquisa do Ipec, criado por ex-executivos do Ibope Inteligência após o seu encerramento, foi feito de 9 a 13 de dezembro e ouviu 2.002 pessoas em 144 municípios. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança, de 95%.

LEIA TAMBÉM:

+ Moro diz ‘ter dúvidas’ se Bolsonaro e Lula vão aceitar debater com ele em 2022

+ STF tranca ação da PGR e mantém inquérito contra Bolsonaro por associar vacinas à Aids

*Com informações do O Globo