Bolsonaro visita posto da PRFDF, ouve caminhoneiros e almoça em restaurante na beira da estrada

Bolsonaro liga para ministro da Segurança Pública e solicita fiscalização para averiguar denuncias de caminhoneiros que alegam que postos de cumbustiveis cobram por pernoite

Bolsonaro cumprimenta policiais da PRF-DF sem máscara (Foto: Polícia Rodoviária Federal)
Bolsonaro cumprimenta policiais da PRF-DF sem máscara (Foto: Polícia Rodoviária Federal)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) realizou, neste domingo (6), uma série de passeios na região entre Goiás e Distrito Federal (DF). Bolsonaro visitou o posto policial da Polícia Rodoviária Federal do DF, treinou em um estante de tiros e almoçou em um restaurante na beira da estrada onde escutou reclamações de caminhoneiros e atendeu apoiadores.

Bolsonaro cumprimentou políciais recém-formados em posto da PRF

O presidente saiu de manhã do Palácio da Alvorada em direção a BR-060, onde fez a sua primeira parada no posto policial da PRFDF e cumprimentou os policiais recém-formados contratados pela unidade e os policiais de plantão. Em um vídeo publicado pela polícia, Bolsonaro, a policial da PRF que apresentava o posto policial para ele e outros três policiais não usavam máscara de proteção facial contra a covid-19.

Em outro vídeo publicado pelo seu assessor, Mozart Aragão, o chefe do Executivo aparece em um clube de tiros onde empunha uma pistola e atira. No clube também estavam o filho e vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RS), que auxilia no registro de imagens para as redes sociais do pai e os seguranças do presidente.

Bolsonaro pratica tiros em um clube de tiros do Distrito Federal

Bolsonaro pratica tiros em um clube de tiros do Distrito Federal (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Presidente solicita  fiscalização de postos que cobram por pernoite de caminhoneiros

Em seguida, ele seguiu de moto pela BR-060 e parou em uma cachaçaria em Alexânia e posteriormente, em um restaurante em Engenho das Lages (DF) onde almoçou, tirou fotos e conversou com apoiadores que estavam no local.

Bolsonaro almoça em um restaurante na beira da BR-060, tira fotos e conversa com apoiadores (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Poucos quilômetros a frente, Bolsonaro parou em um posto de combustíveis onde escutou reclamações dos caminhoneiros referentes a cobranças de postos de combustíveis para pernoitar em suas instalações. O presidente telefonou para o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Siqueira Vasques, mas não foi atendido. Em uma segunda tentativa, ele ligou para o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres e solicitou que uma operação para fiscalizar os postos seja realizada.

Leia outras notícias no Mais Goiás

Justiça rejeita pedido de liminar de Eduardo Bolsonaro contra exigência de vacina para exame de direção

Deputado goiano pede rapidez na auditoria do cartão corporativo de Bolsonaro

Aras usa casos de racismo e homofobia para se distanciar do bolsonarismo