Brasil vence nas duplas e fica na frente da Espanha

Com vitória por 3 sets 0, com parciais de 6/3, 7/5 e 7/5, país vira placar diante da Espanha e ficou em vantagem por 2 a 1

Os tenistas brasileiros Bruno Soares e Marcelo Melo fizeram o esperado neste sábado e ganharam dos espanhóis Marc López e David Marrero no jogo de duplas do confronto válido pelos playoffs da Copa Davis, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Com a vitória por 3 sets 0, com parciais de 6/3, 7/5 e 7/5, o Brasil virou o placar diante da Espanha e ficou em vantagem por 2 a 1.

Depois de Rogério Dutra Silva ser arrasado por Roberto Bautista Agut, ao perder por 3 sets a 0, e Thomaz Bellucci bater Pablo Andujar em um jogo suado, por 3 a 2, o confronto ficou empatado na sexta-feira. Mas o Brasil confirmou o favoritismo nas duplas e depende agora de uma única vitória, nos dois jogos deste domingo, para retornar ao Grupo Mundial (divisão de elite da Davis).

Para ficar com a vitória, Marcelo Melo e Bruno Soares conseguiram se impor em quadra e aproveitaram o fraco desempenho do espanhol Marc López no saque. Além disso, contaram com o apoio da torcida brasileira, que compareceu em grande número ao ginásio na tarde deste sábado e vibrou com gritos e buzinas a cada ponto dos dois tenistas mineiros que são especialistas em duplas.

A dupla brasileira começou o jogo mais consistente, confirmando seus pontos rapidamente. A primeira chance de quebra veio no quarto game, mas os espanhóis seguraram dois break points. Em seguida, foi a vez de Marrero e López colocarem pressão nos donos da casa. Ao salvar duas chances de quebra e confirmar o serviço, Bruno Soares vibrou muito e pediu o apoio da torcida.

O momento decisivo veio no oitavo game, quando López foi para o saque. Os visitantes chegaram a abrir boa vantagem, mas viram a reação da dupla do Brasil. Só depois de cinco break points, os brasileiros conseguiram quebrar o saque dos espanhóis e se colocaram à frente do placar: 5/3. Com um ace, Bruno Soares fechou o primeiro set por 6/3.

No início do segundo set, Marrero não teve dificuldade para fazer a sua parte, assim como Bruno Soares pelo Brasil. Por outro lado, mais uma vez López encontrou dificuldades no saque e permitiu a quebra dos brasileiros, que abriram 2/1 logo no início e confirmaram a vantagem. Marcelo Melo teve boa atuação na rede, dificultando a vida dos adversários nos pontos seguintes.

Mas os espanhóis se recolocaram no jogo no oitavo game, quando quebraram o saque do brasileiro e igualaram a partida por 4/4. O ponto deu ânimo para os visitantes crescerem na partida. Apesar disso, os mineiros não se intimidaram e conseguiram a virada em um momento crucial para fazer 6/5. Com tranquilidade, sacaram para fechar o set por 7/5.

Depois de um início de terceiro set equilibrado, quem deu o primeiro susto foram os espanhóis, no quarto game. No entanto, os brasileiros tiveram frieza para evitar a quebra de serviço. Marcelo Melo e Bruno Soares deram o troco e pressionaram López e Marrero nos dois serviços seguintes, mas não conseguiram arrancar a vantagem. Experientes, os brasileiros conseguiram a quebra no momento decisivo e abriram 6/5. Em seguida, confirmaram 7/5 no set para cravar a vitória na partida.

Neste domingo, Brasil e Espanha disputam os pontos decisivos do confronto. A partir das 14 horas, Bellucci enfrentará Roberto Bautista Agut. Em seguida, Rogério Dutra Silva fecha a série contra Pablo Andujar. Os jogos decretarão quem ficará no Grupo Mundial em 2015 e quem cai para a “segunda divisão” do torneio.

A última vez que os espanhóis disputaram o Zonal Euro/África I foi em 1996, quando bateram Israel por 4 a 1. Já os brasileiros entraram em quadra pelo Zonal Americano I em abril deste ano, na vitória por 3 a 1 sobre o Equador.