Buscas por suspeito de matar 3 pessoas em Corumbá entram no 4º dia

O criminoso é procurado desde o último domingo (19), após assassinar a esposa grávida, a enteada de 1 ano e 8 meses e um fazendeiro

As buscas por Wanderson Mota Protácio, suspeito de matar 3 pessoas em Corumbá, entraram no 4º dia nesta quinta-feira (2). (Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás)
As buscas por Wanderson Mota Protácio, suspeito de matar 3 pessoas em Corumbá, entraram no 4º dia nesta quinta-feira (2). (Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás)

As buscas por Wanderson Mota Protácio, suspeito de matar 3 pessoas em Corumbá, entraram no 4º dia nesta quinta-feira (2). Apesar de poucos detalhes repassados à imprensa, a informação é de que a caçada pelo homem continua na região de mata entre os municípios de Abadiânia e Alexânia. O criminoso é procurado desde o último domingo (19), após assassinar a esposa grávida, a enteada de 1 ano e 8 meses e um fazendeiro.

A Polícia investiga se uma troca de tiros ocorrida na madrugada de terça-feira (1º) tem relação com Wanderson. Um fazendeiro da região disse ter sido alvo de dois disparos de arma de fogo, mas afirmou que não conseguiu identificar a pessoa responsável pelos tiros. O morador revidou os disparos, porém não soube dizer se alguém foi atingido.

Materiais foram coletados no local e passam por perícia para confirmar se o suspeito de matar três pessoas em Corumbá esteve na região e foi o autor dos disparos.

No início das buscas, mais de 50 policiais procuravam por Wanderson Mota. Agora, no entanto, este número não foi confirmado. Sabe-se, porém, que as equipes contam com o auxílio de cães farejadores e um helicóptero.

Buscas por suspeito de matar 3 pessoas em Corumbá: relembre os crimes atribuídos a Wanderson

Wanderson Mota Protácio é suspeito de assassinar três pessoas na zona rural de Corumbá de Goiás. O crime aconteceu na noite de domingo (28).

As vítimas foram uma criança de 1 ano e 8 meses, enteada do suposto autor; a companheira do homem, Ranielle Aranha, que estava grávida; e o dono de uma propriedade vizinha, Roberto Clemente de Matos. As duas mulheres foram degoladas e o homem baleado na cabeça.

A mulher do produtor rural, única sobrevivente, foi baleada no ombro e denunciou os crimes. Segundo a vítima, o suspeito bebeu um copo de refrigerante antes de balear o marido dela. Depois, ele teria tentado estupra-a, mas ela conseguiu correr. Na fuga, ela foi atingida por um disparo no ombro.

Suspeito debochou de tentativa de feminicídio em 2019

Wanderson Mota Protácio, homem procurado por matar três pessoas em Corumbá, debochou de uma tentativa de feminicídio cometida por ele em Goianápolis, em 2019. Ao narrar os fatos em Juízo, ele riu e afirmou que não se lembrava do ocorrido, pois havia feito uso de drogas e álcool. O processo tramita no Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) e a sentença ainda não foi decretada.

Um vídeo obtido pelo Correio Braziliense (assista aqui) mostra o depoimento de Wanderson em Juízo (assista abaixo). No registro, é possível ver o momento em que o procurado dá detalhes sobre o crime. Inicialmente, o homem confessou o crime, mas afirmou que não se recordava do acontecido.

Logo ao ser questionado sobre o crime, Wanderson ri e abaixa a cabeça. “Eu estava muito bêbado, drogado, não lembro o que aconteceu e o que fiz”, relatou à época. Ao ser questionado sobre um suposto pedido de ajuda para terceiros socorrem a vítima, o homem faz novo deboche e risos. “Eu corri e resisti […] entrei dentro de uma casa e me pegaram […] eu pedi ajuda pra mim se esconder (sic)”, disse enquanto ria.

LEIA MAIS: 

Homem mata enteada de 1 ano e 8 meses, esposa grávida e fazendeiro em Corumbá de Goiás

Mais de 50 policiais participam de buscas a criminoso que matou três pessoas em Corumbá

Crimes em Corumbá: helicóptero da polícia procura suspeito em Abadiânia

Suspeito de 3 mortes em Corumbá aguardava julgamento por tentativa de feminicídio

Familiares vão ao IML para liberar corpo das vítimas do triplo homicídio em Corumbá

Suspeito de mortes em Corumbá conversou com duas pessoas em Abadiânia