Caiado e Iris se encontram para debater contenção do coronavírus nesta segunda

Vale ressaltar que o secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, afirmou que as autoridades sanitárias projetam o registro de até mil casos de contaminação por coronavírus em Goiás nos próximos 120 dias

Caiado e Iris se encontram para debater contenção do coronavírus nesta segunda

O governador Ronaldo Caiado (DEM) e o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), se reúnem no paço municipal, nesta segunda-feira (16), para tratar de novas medidas para evitar a disseminação do novo coronavírus na capital e em Goiás. O encontro está marcado para às 17h, no sexto andar do prédio.

Vale destacar que, também nesta segunda, o secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, afirmou que as autoridades sanitárias projetam o registro de até mil casos de contaminação por coronavírus em Goiás nos próximos 120 dias, dos quais pelo menos 100 em estado crítico. O governo estima que a maior parte dos casos críticos deve afetar pacientes do grupo de risco, como idosos, que demandam tratamento intensivo.

Ressalta-se, ainda, que, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) de domingo (15), permanecem os quatro casos de doença pelo coronavírus 2019 (Covid-19) já confirmados em Goiás. Além disso, há 85 casos suspeitos em investigação em Goiás, e outros 49 descartados. Não há confirmação de óbitos em Goiás. Não foi emitido, até o momento, o boletim desta segunda-feira.

O quarto caso confirmado, vale destacar, foi confirmado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) em suas redes sociais. “Ele é de Goiânia e se contaminou em viagem ao exterior, na companhia da esposa, que já tinha sido diagnosticada com a doença esta semana. Reforço: evitem aglomerações e sigam os protocolos. Isso evita a contaminação sustentada”, escreveu no sábado (14).

Na data, a SES-GO informou que não houve transmissão local e nem comunitária em Goiás. A pasta destacou, ainda, que, de acordo com protocolos do Ministério da Saúde (MS), qualquer pessoa que chegar do exterior, mesmo sem sintomas, deve ficar em quarentena em casa por sete dias.

Acerca dos três casos, confirmados desde a última quinta-feira (12), trata-se de uma idosa de 61 anos, que mora em Rio Verde, e que esteve recentemente na Espanha; além de duas moradoras de Goiânia, sendo uma de 38 anos, que viajou para Itália, e uma de 38 anos, que esteve nos Estados Unidos. Nenhuma das mulheres apresentou sintomas graves. Elas estão em isolamento domiciliar.