Câmara de Silvânia afasta prefeito por 90 dias

Doutor Geraldo e outras dez pessoas são investigados por suposta fraude em processo licitatório

Câmara de Silvânia afasta prefeito por 90 dias
Câmara de Silvânia afasta prefeito por 90 dias (Foto: Reprodução - Internet)

A Câmara de Silvânia decidiu por unanimidade afastar o prefeito Doutor Geraldo (PP) por 90 dias, nesta tarde de terça (15). O gestor e outras dez pessoas – entre eles secretários municipais e a presidente da comissão de licitação do município – são investigadas pela Polícia Civil por suposta fraude em processo licitatório do município.

Segundo o presidente da Câmara da cidade, Fábio André (PSC), nesta quarta-feira (16), às 11h, eles já darão posse ao vice-prefeito, Estevão Colombo (PSD). “Espero que ele afaste os demais envolvidos para dar transparência ao processo.”

Vale citar, o afastamento acatou três denúncias de populares na cidade. “Foram lidas e acatadas.” No mesmo dia, a Câmara aprovou a criação de uma Comissão Parlamentar Processante, que vai elaborar um relatório – no prazo de 90 dias – para decidir o retorno ou a cassação definitiva do gestor.

A Comissão é formada pelos vereadores: Washington o Show (PP), presidente; Hamilton Marmita (PROS), relator; e Valdomiro José de Abreu (PP), membro.

Investigação

De acordo com as investigações, os envolvidos teriam fraudado licitação que culminou na contratação de empresa para execução dos serviços de tapa-buracos na cidade.

Na data, 9 de fevereiro, a Polícia Civil cumpriu 11 mandados de busca e apreensão, bloqueio de bens e valores dos investigados, além de outras medidas judiciais. A investigação é realizada pela Delegacia de Silvânia, com a coordenação da Delegacia Estadual de Combate à Corrupção (DERCAP).

O Mais Goiás tentou contato com a prefeitura de Silvânia pelo telefone (62) 3332-1432, mas o número estava ocupado. Caso haja interesse do prefeito em se manifestar, o espaço segue aberto.