Casamento, diversidade e ‘Game of Thrones’: o que rolou no Emmy 2018

Em cerimônia marcada por discursos ácidos, Netflix pela primeira vez empata com televisão convencional em número total de prêmios

Na noite desta segunda-feira (17) foi realizado no Microsoft Theater, em Los Angeles, Califórnia, o maior e mais importante prêmio para quem faz e para quem é fã de TV: o 70th Emmy Awards. A cerimônia elegeu os melhores da televisão americana no ano que se passou.

Neste período, foi notável o crescimento das críticas sociais nas obras indicadas. E, na edição de 2018, o que não faltou foi o famoso ‘colocar o dedo na ferida’. Comentários à indústria, diversidade e representatividade pautaram o evento.

Durante toda premiação, os apresentadores debateram assuntos como abuso sexual, sexismo e machismo. Jogaram na cara dos telespectadores que uma minoria antes rejeitada, hoje ganha força e um troféu dourado.

O Emmy também fugiu dos favoritos do público. A comédia foi resumida em apenas um vencedor, The Marvelous Mrs. Maisel, e a antes sempre favorita, Game of Thrones, dividiu opiniões ao ganhar como Melhor Série Dramática.

Prêmios e Casamento

Um dos momentos mais marcantes da noite foi quando, no palco, o produtor Glenn Weiss pediu a namorada em casamento. Em discurso emocionado, recordando a própria mãe que morreu há duas semanas, ele se dirigiu à amada, Jan Svendsen, falando que ela era seu “nascer do sol”, e que não queria chamá-la de namorada porque quer chamá-la de “minha mulher”.

Jan levantou-se da sua cadeira e foi ao encontro do futuro marido, que se ajoelhou a pedindo em casamento, e sem qualquer demora, Jan respondeu que “sim”. Um beijo sob aplausos de todos os presentes encerrou o momento.

Amores à parte, a guerra entre HBO e Netflix continuou neste ano. O canal e o serviço de streaming empataram no número de vitórias: 23 prêmios cada.

A maior campeã da Netflix foi The Crown – cinco prêmios no total. Já Black Mirror levou quatro troféus para casa e Godless ganhou três. Porém, a HBO brilhou com Game Of Thrones, que levou para Westeros a estatueta mais combiçada da noite: Melhor Série Dramática.

Esta foi uma das categorias mais polêmicas, já que a preferida do público – e até mesmo da crítica – era a distopia The Handmaid’s Tale, com sua trama sem furos, e elenco afinado.

Penélope Cruz, de American Crime Story, era a preferida para o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante em Minissérie ou Telefilme. Mas quem acabou levando foi Merritt Wever, por Godless.

A comédia The Marvelous Mrs. Maisel levou para casa cinco estatuetas e se destacou em seu gênero. A série da Amazon Prime levou quase todos os prêmios de sua categoria.

Sociedade e Diversidade

A abertura da cerimônia fez uma crítica bem-humorada à indústria. O número musical cantava como eles “resolveram o problema de diversidade no entretenimento”. E como a crítica era o tom, não faltaram referências aos casos abusos sexuais em Hollywood. “Dê um tapinha nas suas costas, mas não toque o seu amiguinho”, dizia outro trecho da abertura.

A diversidade também estava nos nomes que concorriam nas categorias. Sandra Oh, queridinha entre os fãs de Grey’s Anatomy, foi a primeira artista de descendência asiática a concorrer à estatueta de Melhor Atriz em Série Dramática pelo seu trabalho em Killing Eve.

E Ryan Murphy, abertamente homossexual, venceu como melhor diretor de Minissérie ou Telefilme por American Crime Story, além de ser considerado um dos mais poderosos do show business. Em seu discurso, ele dedicou o prêmio a “todos que sofrem ou sofreram de homofobia” e disse que sua série é sobre “um país que dissemina o ódio”.

RuPaul’s Drag Race, programa voltado para o mundo das drag queens, conquistou o título de Melhor Reality Show de Competição pela primeira vez em dez temporadas. Além disso, também abocanhando a estatueta de Melhor Apresentador, o programa fez história e firmou-se como o primeiro reality show a ganhar dois prêmios na mesma noite. RuPaul foi aplaudido de pé.

Até mesmo na comédia

Em um esquete de humor, vários atores negros, ignorados pela premiação durante vários anos, são recebidos por Michael Che, que entrega a cada um deles uma estatueta de reparação. Tichina Arnold, a Rochelle mãe do Chris em Todo Mundo Odeia o Chris, foi uma das atrizes a participar.

Diversidade e temas relevantes são debatidos de forma muito forte mesmo em séries de comédia. A veterana Shameless, por exemplo, foi descrita pelo ator William H. Macy como “uma série corajosa ao fazer piada com todos, mas que sabe a hora certa de criticar e apontar o dedo para as feridas da América”. E Atlanta mostra a realidade nos guetos e a dificuldade enfrentada por negros para conseguirem realizar o sonho de ingressar no mundo musical.

Desde a polêmica no Oscar anos atrás, em que nenhum ator negro foi indicado ou filmes negros tendo relevância, as premiações passaram a mudar sua postura. O Emmy continuou mostrando sua força, e que muito deve ser feito para ser alcançado um mundo mais igualitário em todos os sentidos e como a televisão tem um importante papel a cumprir.

Conheça os ganhadores do Emmy 2018:

Melhor drama

The Handmaid’s Tale
Game of Thrones – GANHADORA
This Is Us
The Crown
The Americans
Stranger Things
Westworld

Melhor comédia

Atlanta
Barry
Black-ish
Curb Your Enthusiasm
GLOW
The Marvelous Mrs. Maisel – GANHADORA
Silicon Valley
Unbreakable Kimmy Schmidt

Melhor minissérie

The Alienist
The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story – GANHADORA
Genius: Picasso
Godless
Patrick Melrose

Ator protagonista em drama

Jason Bateman (Ozark)
Matthew Rhys (The Americans) – GANHADOR
Milo Ventimiglia (This Is Us)
Sterling K. Brown (This Is Us)
Jeffrey Wright (Westworld)
Ed Harris (Westworld)

Atriz protagonista em drama

Claire Foy (The Crown) – GANHADORA
Tatiana Maslany (Orphan Black)
Elisabeth Moss (The Handmaid’s Tale)
Sandra Oh (Killing Eve)
Keri Russell (The Americans)
Evan Rachel Wood (Westworld)

Ator protagonista em comédia

Donald Glover (Atlanta)
Bill Hader (Barry) – GANHADOR
Anthony Anderson (Black-ish)
William H. Macy (Shameless)
Larry David (Curb Your Enthusiasm)
Ted Danson (The Good Place)

Atriz protagonista em comédia

Pamela Adlon (Better Things)
Rachel Brosnahan (The Marvelous Mrs. Maisel) – GANHADORA
Tracee Ellis Ross (Black-ish)
Allison Janney (Mom)
Lily Tomlin (Grace and Frankie)
Issa Rae (Insecure)

Ator coadjuvante em drama

Nikolaj Coster-Waldau (Game of Thrones)
Peter Dinklage (Game of Thrones) – GANHADOR
Joseph Fiennes (The Handmaid’s Tale)
David Harbour (Stranger Things)
Mandy Patinkin (Homeland)
Matt Smith (The Crown)

Atriz coadjuvante em drama

Alexis Bledel (The Handmaid’s Tale)
Millie Bobby Brown (Stranger Things)
Ann Dowd (The Handmaid’s Tale)
Lena Headey (Game of Thrones)
Vanessa Kirby (The Crown)
Thandie Newton (Westworld) – GANHADORA
Yvonne Strahovski (The Handmaid’s Tale)

Ator coadjuvante em comédia

Louie Anderson (Baskets)
Alec Baldwin (Saturday Night Live)
Tituss Burgess (Unbreakable Kimmy Schmidt)
Brian Tyree Henry (Atlanta)
Tony Shalhoub (The Marvelous Mrs. Maisel)
Kenan Thompson (Saturday Night Live)
Henry Winkler (Barry) – GANHADOR

Atriz coadjuvante em comédia

Zazie Beetz (Atlanta)
Alex Borstein (The Marvelous Mrs. Maisel) – GANHADORA
Aidy Bryant (Saturday Night Live)
Betty Gilpin (GLOW)
Leslie Jones (Saturday Night Live)
Kate McKinnon (Saturday Night Live)
Laurie Metcalf (Roseanne)
Megan Mullally (Will & Grace)

Ator protagonista de minissérie ou telefilme

Antonio Banderas (Genius: Picasso)
Darren Criss (The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story) – GANHADOR
Benedict Cumberbatch (Patrick Melrose)
Jeff Daniels (The Looming Tower)
John Legend (Jesus Christ Superstar)
Jesse Plemons (Black Mirror: USS Callister)

Atriz protagonista de minissérie o telefilme

Sarah Paulson (American Horror Story: Cult)
Michelle Dockery (Godless)
Regina King (Seven Seconds) – GANHADORA
Edie Falco (Law and Order True Crime: The Menendez Murders)
Jessica Biel (The Sinner)
Laura Dern (The Tale)

Atriz coadjuvante de minissérie ou telefilme

Sara Bareilles (Jesus Christ Superstar)
Penélope Cruz (The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story)
Judith Light (The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story)
Adina Porter (American Horror Story: Cult)
Merritt Wever (Godless) – GANHADORA
Letitia Wright (Black Museum – Black Mirror)

Ator coadjuvante de minissérie ou telefilme

Jeff Daniels (Godless) – GANHADOR
Brandon Victor Dixon (Jesus Christ Superstar)
John Leguizamo (Waco)
Ricky Martin (The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story)
Édgar Ramírez (The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story)
Michael Stuhlbarg (The Looming Tower)
Finn Wittrock (The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story)

Melhor programa de sketches

Saturday Night Live – GANHADOR
Portlandia
Drunk History
Tracey Ullman’s Show
At Home with Amy Sedaris
I Love You, America

Melhor programa de variedades

The Daily Show With Trevor Noah
Full Frontal With Samantha Bee
Jimmy Kimmel Live
Last Week Tonight with John Oliver – GANHADOR
Late Late Show with James Corden
Late Show with Stephen Colbert

Melhor direção de comédia

Donald Glover, por Atlanta
Hiro Murai, por Atlanta
Bill Hader, por Barry
Mark Cendrowski, por The Big Bang Theory
Jesse Peretz, por GLOW
Amy Sherman-Palladino, por The Marvelous Mrs. Maisel – GANHADORA
Mike Judge, por Silicon Valley

Melhor direção de drama

Stephen Daldry, por The Crown – GANHADOR
Alan Taylor, por Game of Thrones
Jeremy Podeswa, por Game of Thrones
Kari Skogland, por The Handmaid’s Tale
Jason Bateman, por Ozark
Daniel Sackheim, por Ozark
Irmãos Duffer, por Stranger Things

Melhor direção de minissérie ou telefilme

Ryan Murphy, por The Assassination of Gianni Versace – GANHADOR
Scott Frank, por Godless
David Leveaux e Alex Rudzinski, por Jesus Christ Superstar Live In Concert
Craig Zisk, por The Looming Tower
Barry Levinson, por Paterno
Edward Berger, por Patrick Melrose
David Lynch, por Twin Peaks

Melhor roteiro de drama

Joel Fields e Joe Weisberg, por The Americans – GANHADORES
Peter Morgan, por The Crown
David Benioff e D.B. Weiss, por Game of Thrones
Bruce Miller, por The Handmaid’s Tale
Phoebe Waller-Brige, por Killing Eve
Irmãos Duffer, por Stranger Things

Melhor roteiro de comédia

Donald Glover, por Atlanta
Stefani Robinson, por Atlanta
Alec Berg e Bill Hader, por Barry
Liz Sarnoff, por Barry
Amy Sherman-Palladino, por The Marvelous Mrs. Maisel – GANHADORA
Alec Berg, por Silicon Valley