Centro do Idoso inaugurado há 4 meses continua sem funcionar em Anápolis, aponta vereador

Segundo a prefeitura, Vigilância Sanitária orientou que as atividades sejam iniciadas em janeiro

Local inutilizado
Obra tem 344 metros quadrados de área construída, porém está inutilizada desde julho, quando foi inaugurada (Foto: Bruno Velasco)

O vereador Suender (PSL) usou as redes sociais para cobrar o funcionamento do Centro Dia do Idoso Vilma Rodrigues, inaugurado em Anápolis no final de julho. Segundo o parlamentar, o local está inutilizado deste então. Na sessão da Câmara Municipal dessa segunda-feira (22), Suender criticou o projeto do banheiro e afirmou que pode ocorrer de alguém se machucar no local.

Na época da inauguração, segundo o vereador, o executivo mostrou em vídeo institucional com leitos, computadores, mas tudo já foi retirado. “Realizei uma vistoria no local e, de fato, constatamos o pior: Não há equipamentos, mobiliários ou qualquer outro vestígio de que o Centro Dia do Idoso tenha funcionado algum dia”, escreveu Suender.

No vídeo publicado na rede social, ele aparece ao lado do presidente do Sindicato dos Médicos de Anápolis (SIMEA), Márcio Paiva. “Inauguração é de verdade, inauguração é para valer. Quatro meses se passaram da inauguração virtual”, atacou. Suender diz ser um descaso com o dinheiro público.

Previsão de uso do local

Ao Mais Anápolis, a prefeitura informou que o Centro-Dia, inaugurado em julho, cumpriu o cronograma de entrega de obras. Mas, devido à pandemia, a Vigilância Sanitária orientou que as atividades sejam iniciadas em janeiro de 2022, seguindo os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Isso, segundo o órgão, por se tratar de atendimento à idosos de núcleos familiares diferentes. “Era necessário aguardar a conclusão do calendário de vacinação”, explica. Conforme a prefeitura, o local é preparado para atender idosos acima de 60 anos de famílias em situação de vulnerabilidade social e que precisam de apoio para cuidar de seus entes enquanto trabalham ou estudam.

Estrutura

De acordo com o secretário de Obras, Francisco Lacerda, são 344 metros quadrados de área construída, com salas para repouso, ambulatório, atividades individuais e coletivas, de convivências, copa, cozinha, almoxarifado, refeitório, banheiros e área externa com academia. “O banheiro não condiz com a questão dos idosos. Não sou especialista, mas é importante que alguém olhe. Se um dia, quando o Centro Dia do Idoso funcionar, pode ser que alguém machuque ali”, afirma o vereador Suender.