Com 100% de aproveitamento, Marcelo Cabo vai manter rodízio e jovens na equipe

Atlético Goianiense que havia vencido o Crac, bate o Iporá e está na liderança isolada do grupo B

Marcelo Cabo, em treino do Atlético Goianiense
Com duas vitórias em dois jogos, treinador deve poupar quem atuou nos dois jogos do Goianão. Foto: Heber Gomes - Mais Goiás

Apenas duas equipes venceram seus dois jogos no Campeonato Goiano: Anápolis e Atlético Goianiense. Enquanto o Galo da Comarca superou o Goiás no último sábado (29), no domingo (30) foi a vez do Dragão bater o Iporá, fora de casa, por 1 a 0. O único gol do duelo foi marcado pelo meio-campista e capitão, Marlon Freitas.

O treinador Marcelo Cabo, do Atlético Goianiense, já havia indicado ao longo da semana que faria mudanças no time titular. Com o intuito de “rodar o elenco” nas primeiras partidas, o comandante realizou alterações em todos os setores do time, e assegurou mais uma vitória para o rubro-negro. Pensando no próximo duelo, a estratégia deve se repetir.

“Bem provável (quem jogou duas partidas, descanse na próxima). Aí vamos abrir uma semana para recuperar eles. Alguns atletas podem ficar fora do jogo de quarta-feira, mas um ou outro que tiver uma boa recuperação, podemos utilizá-lo. Não vamos fazer uma matemática, precisamos ver o relatório da fisiologia, preparação física e médicos. Precisamos saber não apenas para o duelo contra o Goiatuba, mas para os outros que teremos pela frente”, destacou Marcelo Cabo.

Além de nomes como Jefferson, Michel, Rickson e Brian Montenegro que foram titulares, Marcelo Cabo também utilizou alguns atletas da base. Isaac foi titular, mas no decorrer da partida também entraram Daniel, Lucas e Thiago nos minutos finais e podem voltar a receber oportunidades na próxima quarta-feira (2), diante do Goiatuba, no estádio Antônio Accioly, às 19h30 (horário de Brasília)

“O mais importante para nós da comissão técnica é colocar os meninos. O Gabriel foi titular na estreia, contra o Iporá foi a vez do Isaac em um jogo apertado. Colocamos o Lucas, Daniel e Thiago, acabamos com cinco da base em um duelo difícil. Vamos continuar utilizando eles e quem vai determinar a continuação vai ser a performance nos jogos e nos treinamentos”, completou Marcelo Cabo.