Com crescimento na busca por testes de Covid, Goiânia aumenta pontos nesta quinta

Serão 1,5 mil testes em cada uma das três tendas localizadas em diferentes regiões da cidade

Com crescimento na busca por testes de Covid, Goiânia aumenta pontos nesta quinta
Com crescimento na busca por testes de Covid, Goiânia aumenta pontos nesta quinta (Foto: Jucimar de Sousa -Mais Goiás)

A prefeitura de Goiânia, por meio da secretaria municipal de Saúde (SMS), aumentará de dois para três as tendas de testagem da Covid-19, nesta quinta-feira (2). A ação é uma resposta ao aumento da procura pela realização de testes na cidade, segundo o secretário municipal de Saúde, Durval Pedroso. Os exames, entretanto, passam a ser por agendamento pelo site da administração municipal. A mudança visa evitar aglomerações e a disseminação do vírus, haja vista as filas que têm se formado nos pontos.

Serão 1,5 mil testes em cada uma das três tendas localizadas no Sopão (Av. Otávio Lúcio, esquina com Rua 18 de Outubro, setor Estrela Dalva); SEST SENAT (Av. Castelo Branco, São Francisco) e Praça do Comerciário (Avenida Ipanema, Setor Faiçalville), ou seja, 4,5 mil. Nesta quarta-feira (1º) ainda não foram disponibilizados os números consolidados das tendas do Mutirama e da Praça da Juventude (Jardim das Aroeiras).

De acordo com ele, ao observar a grande procura por testagem, a prefeitura resolveu modificar a oferta, que continuará a crescer. Na sexta, além de três pontos – Cepal da Vila Abaja, Cepal do Jardim América, e Praça da Juventude – haverá o drive no clube do Ferreira Pacheco, na Avenida João Leite, no setor Santa Genoveva, somando 6 mil testes. “E na próxima segunda a expectativa é chegar a 9 mil testes diários.”

Constância na testagem da Covid

“A prefeitura e a secretaria municipal de Saúde nunca deixaram de fazer a testagem ampliada de estratégia e vigilância epidemiológica. A demanda que sempre provocou o aumento ou redução destes testes”, afirma o secretário Durval Pedroso.

Segundo ele, as tendas destinadas a todo público – inclusive assintomáticos – são apenas alguns dos locais com testes disponíveis. Em todas as unidades de saúde da cidade existem testes para casos sintomáticos. “Já fizemos mais de 500 mil testes ampliados e mais 1,5 mil sequenciamentos genômicos [para identificar novas variantes auxiliar na resposta da saúde pública à pandemia].”

Na ocasião, Durval também comentou sobre a possibilidade do retorno do uso de máscaras de forma obrigatória. Ele afirma que, no momento, a utilização é “recomendada” para pessoas do grupo de risco e em locais fechados. “As pessoas aprenderam a suar para proteger os outros de si, quando estão gripadas ou com algum sintoma, para prevenir a disseminação. Mas não há obrigatoriedade na lei.”

Aumento na busca por testes

A busca por testes de Covid-19 aumentou consideravelmente no último mês, em Goiânia. Segundo o Sindicato dos Laboratórios de Análises e Bancos de Sangue (Sindilabs-GO), houve aumento de 200% na demanda de testagem entre o final de abril e o fim de maio na capital. Os dados são relacionados à rede privada. Apesar dos altos números, a entidade salienta que não há risco de faltar exames para detectar a doença.

De acordo com o Sindilabs, na última semana de abril, foram realizados 3,5 mil testes de Covid. Já na última semana de maio, o número foi de 17,7 mil.

Além disso, na última semana, o Mais Goiás noticiou que os casos de Covid-19 no Estado aumentaram 136% no mês de maio, na comparação com abril. Até o dia 26 de maio, foram registrados 14.213 casos confirmados da doença. Um mês antes, o número de registros foi de 5.999.