Com gol de Jorginho, Atlético Goianiense vence Antofagasta-CHI e mantém liderança no grupo da Sul-Americana

Com 12 pontos, o Atlético Goianiense é o líder do Grupo F da Copa Sul-Americana

Jogadores do Atlético Goianiense comemoram gol de Jorginho
Jogadores do Atlético Goianiense comemoram gol de Jorginho. Foto: Heber Gomes - Mais Goiás

O Atlético Goianiense mais uma vez fez o dever de casa na Copa Sul-Americana. Nesta terça-feira (17), o time campineiro recebeu o Antofagasta, do Chile, no estádio Antônio Accioly, pela 5ª rodada . Com um gol solitário de Jorginho, o Dragão venceu o terceiro jogo em casa na competição e se manteve na liderança do grupo.

Agora com 12 pontos, o Atlético Goianiense segue na ponta do Grupo F, 3 a mais que a LDU, que ainda entrará em campo na nesta rodada diante do Defensa Y Justicia. Na Copa Sul-Americana, o próximo desafio do Dragão é diante da própria LDU, em Quito, no dia 24. Porém, no dia 21, próximo sábado, os goianos enfrentam o Coritiba, no estádio Antônio Accioly, pelo Campeonato Brasileiro.

Como foi Atlético Goianiense e Antofagasta?

Sob o olhar do novo treinador do Atlético Goianiense, Jorginho, o Dragão iniciou o confronto diante do Antofagasta, do Chile, em busca do ataque, porém o primeiro grande momento da partida foi dos visitantes. Com um erro de Edson, Manuel López saiu na cara do gol e bateu forte, mas Ronaldo apareceu para salvar os goianos.

O susto foi apenas uma forma de acordar o Dragão, que aos 11 minutos balançou as redes. Após jogada de Hayner pela direita, o lateral fez o cruzamento para Jorginho, que ao melhor estilo camisa 10, matou no peito e mandou de esquerda para fazer o primeiro gol da partida. O time campineiro teve outras boas oportunidades de ampliar. Léo Pereira recebeu livre dentro da área, mas mandou em cima do goleiro Ignacio González, que fez a defesa.

Após um início intenso, com boas oportunidades de gols, a partida deu uma esfriada, mas com o Dragão com o controle do jogo. Jorginho arriscou de fora da área e a bola passou por cima do gol. O atacante Churín também teve mais uma chance na reta final, após cruzamento de Jorginho, mas o argentino erra o chute e desperdiça outra oportunidade de ampliar o marcador.

Se o primeiro tempo o início foi de alta intensidade, na segunda etapa, as equipes produziram pouco. Hayner arriscou de fora da área e a bola passou próximo da trave do goleiro Ignacio González. Outra boa oportunidade foi criada com Léo Pereira, que acionou Gabriel Baralhas, o volante tentou uma cavada por cima do gol, mas a bola foi para fora.

O time do Antofagasta também pouco produziu e chegou apenas um vez com perigo, em finalização de Tello, defendida por Ronaldo. Apesar da pouca intensidade do jogo, o Atlético até chegou em alguns bons momentos no setor ofensivo, mas as finalizações deixaram a desejar, com isso a partida terminou com vitória dos goianos pelo placar simples de 1 a 0.