FolhaPress

Com mudança de local, Fluminense atuará em altitude menor na Libertadores

O tricolor irá duelar contra o Independiente Santa Fe, pela segunda rodada da Libertadores

Roger Machado durante conversa com jogadores do Fluminense. Foto: Mailson Santana/Fluminense

Na véspera da partida contra o Independiente Santa Fe (COL), pela Copa Libertadores, o Fluminense, já presente em Bogotá, recebeu a confirmação da Conmebol de que não irá atuar mais na capital colombiana, mas em Armênia.

Por conta da pandemia de coronavírus, a prefeitura de Bogotá proibiu eventos esportivos na cidade, o que motivou a troca de sede. A delegação tricolor precisará se deslocar de ônibus por mais 280 km, até Armênia, onde o clube já não precisará se preocupar mais com efeitos da altitude.

A cidade fica a 1480 m acima do nível do mar -enquanto a capital colombiana está a 2650 m. O ar fica rarefeito e dificulta a respiração apenas acima de 2300 m, ainda que, a partir de 1800 m, de acordo com especialistas, muitas pessoas já sintam efeitos da mudança de pressão atmosférica.

Ciente de que a altitude é um fator importante, o Santa Fe tentou levar o jogo para Tunja, a 2800 m acima do nível do mar e a 140 km de distância de Bogotá. A prefeitura da cidade, entretanto, também rechaçou a possibilidade, bem como a de Manizales -a 2100 m de altitude e a 300 km da capital.

Após reunião com representantes do clubes colombianos e a Conmebol, o jogo foi parar em Armênia, onde a situação sanitária está melhor controlada.

Por lá, o Estádio Centenário tem até uma plantação de café. Armênia foi a cidade-sede da seleção brasileira no pré-Olímpico em 2020. O Fluminense teve Nino como representante no time sub-23 comandado por André Jardine.

A equipe costuma mandar suas partidas no El Campín, mas o estádio está entregue à entidade máxima do futebol sul-americano para ser reformado para a Copa América. Assim, os “cardeais” estavam jogando no Metropolitano de Techo, que costumava ser utilizado como hipódromo anteriormente. Também em Bogotá, a arena não está disponível.

Assim, tanto o adversário do Fluminense como o La Equidad, equipe menor de Bogotá -que enfrenta o Aragua (VEN) pela Copa Sul-Americana- ficaram casa. Representantes dos clubes colombianos se reuniram com a Conmebol para definir o palco das partidas. O jogo pela Sul-Americana será em Pereira, a 1400 m acima do nível do mar e mais de 300 km distante da capital.

Estádio: Centenário, em Armênia (COL)
Horário: 21h (de Brasília) desta quarta-feira (28)
Árbitro: Andrés Cunha (URU)
Transmissão: Conmebol TV