Com o retorno do público, Stock Car prepara a sua corrida de número 70 em Goiânia

Autódromo de Goiânia vai se tornar o segundo que mais recebeu corridas na história da competição

Autódromo de Goiânia vai marcar história na Stock Car
Autódromo de Goiânia vai marcar história na Stock Car ao receber a corrida de número 70 da principal categoria nacional do automobilismo. Foto: Duda Bairros - Stock Car

Uma das principais metrópoles do país e palco frequente das principais categorias de automobilismo, Goiânia está perto de alcançar um grande marco na Stock Car. Presente no calendário da principal categoria do automobilismo na América Latina desde a primeira temporada, em 1979, o Autódromo Internacional Ayrton Senna vai se tornar o segundo que mais recebeu corridas na história da competição no próximo dia 20 de março, data da segunda etapa da temporada de 2022. Com presença de público pela primeira vez desde o início da pandemia, há dois anos, Goiânia vai sediar sua 70ª prova.

Neste momento, a capital goiana está empatada com o recém-demolido Autódromo Internacional de Curitiba, que também sediou 68 largadas em sua história na Stock Car. Goiânia ficará atrás apenas de Interlagos, que entre 1979 e o último dia 13 de fevereiro recebeu 142 provas na categoria.

Além da festa pelo novo marco, Goiânia também verá a continuidade de uma temporada que já começou bastante agitada e competitiva. A primeira etapa do ano, em Interlagos, foi válida pela badalada Corrida de Duplas e teve a vitória do campeão Gabriel Casagrande, que teve como parceiro a promessa gaúcha Gabriel Robe. Com a vitória, Casagrande abriu a temporada na liderança, com 41 pontos, seguido por Daniel Serra (32), Thiago Camilo (31), Galid Osman (25) e Ricardo Zonta (23).

Versátil, o Autódromo Internacional Ayrton Senna é um circuito adorado pelos pilotos, tantos pelos desafios quanto pelo fato de ser um traçado seguro, que permite a ousadia sem arriscar a integridade física.

A pista possibilita o uso do circuito misto tradicional, bastante seletivo, de 3.835m de extensão, e também de um traçado mais curto e muito rápido, o chamado anel externo, com 2.695m. Tal versão foi utilizada pela primeira vez em 1993 e voltou a receber provas da Stock Car em 1999, 2000, 2018 e 2021. O anel externo será o palco também da segunda etapa da atual temporada.

Local da quinta corrida da história da Stock Car, Goiânia viu uma competição da categoria pela primeira vez em 10 de junho de 1979. A pole-position foi conquistada por Zeca Giaffone, que marcou 1min50s75 no traçado mais longo. A vitória ficou com um piloto “da casa”: Alencar Junior, que terminou com 5s03 de vantagem para Ingo Hoffmann após 30 voltas de prova.

Ingo é o piloto com maior número de vitórias em Goiânia, com 12 triunfos, seguido por Paulo Gomes (7). Dentre os competidores em atividade, dois deles se destacam: Rubens Barrichello e Ricardo Maurício, cada um com seis vitórias. Detalhe: Maurício faturou nada menos que quatro triunfos no anel externo do traçado goiano apenas em 2021.

Todos os vencedores da Stock Car em Goiânia
1) Ingo Hoffmann, 12 vitórias
2) Paulo Gomes, 7
3) Chico Serra, Rubens Barrichello e Ricardo Maurício, 6
6) Zeca Giaffone, ngelo Giombelli, Thiago Camilo e Daniel Serra, 3
10) Marcos Gracia, Alencar Junior, Átila Abreu, Felipe Fraga, Ricardo Zonta, 2
15) Raul Boesel, Luís Alberto Pereira, Affonso Giaffone, Carlos Alves, Xandy Negrão, Néstor Girolami (em dupla com Ricardo Maurício), Marcos Gomes, Galid Osman, Diego Nunes, Max Wilson, Gabriel Casagrande, Guilherme Salas e Allam Khodair, 1