Comissão da Câmara de Goiânia aprova aumento do número de vereadores

Emenda à Lei Orgânica do Município aumenta de 35 para 39 o número de vereadores na capital

Confira a trajetória da votação do Plano Diretor de Goiânia desde 2017
Confira a trajetória da votação do Plano Diretor de Goiânia desde 2017 (Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)

A Comissão Mista da Câmara Municipal de Goiânia aprovou, nesta quarta-feira (22), a emenda à Lei Orgânica do Município que aumenta de 35 para 39 o número de vereadores na capital. O projeto foi apresentado pelo vereador Clécio Alves (MDB), que citou grande adesão dos parlamentares,mas acabou votando contra a matéria.

Se aprovada, a proposta passará a valer a partir da legislatura 2025-2028, seguindo o limite constitucional para municípios com mais de 1,5 milhão de habitantes. Mesmo tendo colhido assinaturas para a proposta e apresentado a emenda, Clécio Alves apresentou voto contrário em separado contrário ao projeto.

A Comissão Mista rejeitou o voto em separado do parlamentar e aprovou o projeto de emenda. O projeto foi aprovado pela comissão sem o parágrafo que prevê a correção do subsídio dos vereadores, o que faria com que os parlamentares passassem a receber R$ 18,9 mil de salário. Hoje, a remuneração é de R$ 15,6 mil.

Vereador que apresentou proposta para aumentar número de vereadores diz não ser responsável pelo projeto

Em nota recente enviada ao Mais Goiás, o vereador Clécio Alves afirmou não ter responsabilidade sobre a emenda que ele apresentou e que a ideia já tinha apoio dos parlamentares.

“Este projeto já existia dentro da Câmara e sempre teve o aval de todos os vereadores da Casa de Leis […]. Não sou eu o responsável por este pedido e tudo depende da aprovação do parlamento, uma mudança prevista dentro da Constituição Federal”, declarou.

O vereador chegou a conversar com os vereadores sobre a questão e teria, inclusive, recolhido assinaturas. No entanto, sua assessoria declarou que o vereador estava somente explicando o teor da emenda. “Não tem nada que comprove que ele pegou assinaturas”.