Conheça William Veloso, vereador cadeirante eleito para a Câmara de Goiânia

William, que é cadeirante desde os 19 anos, quando sofreu um acidente que tirou a mobilidade de suas pernas, é fruto de uma força-tarefa da Pessoas com Deficiência (PcDs) de Goiânia

Aos 54 anos, William Veloso (PL) é um dos 35 candidatos escolhidos pela população de Goiânia para compor o quadro de vereadores na Câmara Municipal pelos próximos quatro anos. Advogado e economista, William tem um outro atributo que chama atenção: ele é a primeira pessoa com deficiência eleita para a Casa de Leis desde 2009, quando Cidinha Siqueira e Iram Saraiva se elegeram. Porém, o novo vereador mostra que sua deficiência está longe de ser um incapacitante na missão que ele tem daqui para frente.

William, que é cadeirante desde os 19 anos – quando sofreu um acidente que tirou a mobilidade de suas pernas -, é fruto de uma força-tarefa da Pessoas com Deficiência (PcDs) de Goiânia. De acordo com o vereador eleito, há cerca de dois anos surgiu um projeto integrado por diversos órgãos e entidades voltados para PcD com o objetivo de convergir em um nome que pudesse ser eleito para o Legislativo de Goiânia e, assim, representar toda a população que que carece de atenção especial do poder público. William foi o escolhido.

“Surgiu este projeto para evitar a fragmentação de pessoas e fragmentação de votos em que ninguém acaba sendo eleito. Meu nome escolhido e começamos este projeto, até antes da pré-campanha”, conta.

Segundo William, muita coisa mudou para melhor desde a época em que se tornou cadeirante. “Foram períodos difíceis, períodos em que não se falava em inclusão, em direitos voltados para esse segmento, mas nós, aos poucos, fomos conseguindo espaço. Melhorou-se muito”, celebra. No entanto, o parlamentar eleito acredita que ainda existe um longo caminho pela frente.

“São poucas escolas especializadas em receber a pessoa com deficiência, a questão da empregabilidade também muitas vezes não é respeitada. No lazer, temos pouquíssimas praças em Goiânia”, diz William, ao exemplificar como, segundo ele, Goiânia é carente de acessibilidade para PcDs.

Foto: Divulgação

Todavia, William assegura que vai trabalhar em todas as questões pertinentes ao município, usando o conhecimento de sua formação em benefício dos goianienses. “Como economista e como advogado, estamos preparados para discutir o Plano Diretor e demandas inerentes à Casa de Leis do município”, ressalta.

Casado há mais de 30 anos, William tem uma filha de 25 anos. A jovem, segundo ele, formou em medicina no ano passado. Para o novo parlamentar, sua trajetória é a prova de que a deficiência não é um incapacitante para a pessoa que a tem, mas “apenas um detalhe”.

“Isso serve para mostrar para a sociedade que uma pessoa, mesmo tendo algum tipo de deficiência, tem condições de ser protagonista da vida dela, de conquistar espaço, de ter uma vida comum como qualquer outra pessoa”, arremata.