“Convidado a sair” do Cidadania, Kajuru filia-se ao partido de José Nelto

Nelto classificou o senador como "homem honrado e corajoso"

Após deixar Cidadania, Kajuru se filia ao Podemos de José Nelto
Após deixar Cidadania, Kajuru se filia ao Podemos de José Nelto (Foto: Reprodução)

Depois de deixar o Cidadania por convite do partido, o senador Jorge Kajuru se filiou ao Podemos. O anúncio foi feito nesta quinta (15), pelo presidente estadual da sigla, José Nelto.

Pelo Twitter, Nelto escreveu: “O Podemos recebe a filiação de um homem honrado e corajoso. O nosso partido tem o combate a corrupção como sua preocupação maior, ao lado do combate à miséria e o desemprego.”

Em vídeo nas redes sociais de Nelto, Kajuru disse que há um ano cogitava essa mudança. “Você terá um companheiro junto contigo, José Nelto”, afirmou.

Cidadania

O Cidadania convidou Kajuru a se desfiliar após a divulgação de um conversa dele com o Bolsonaro (sem partido) sobre a CPI da Covid. O diálogo mostrava o presidente xingando Randolfe Rodrigues e pedindo ao goiano para ampliar o escopo da CPI, para atingir prefeitos e governadores. “Se você [Kajuru] não participa [da CPI], vem a canalhada lá do Randolfe Rodrigues para participar e vai começar a encher o saco. Daí, vou ter que sair na porrada com um bosta desses”, disse o presidente em áudio divulgado nesta manhã, na Rádio Bandeirantes.

“Se não mudar a amplitude, a CPI vai simplesmente ouvir o Pazuello [ex-ministro da Saúde], ouvir gente nossa, para fazer um relatório sacana. Tem que fazer do limão uma limonada. Por enquanto, é um limão que tá aí. Dá para ser uma limonada”, disse ainda.

A nota assinada pelo presidente do Cidadania, Roberto Freire, considerava que a conversa feria valores republicanos. “O Cidadania também reafirma a defesa irrestrita do Estado Democrático, dos valores republicanos e da separação entre os Poderes, especialmente do papel da Suprema Corte como guardiã da Constituição. Esses valores são diametralmente opostos aos observados na conversa do senador Jorge Kajuru com o presidente Jair Bolsonaro, em que flagrantemente se discute e se comete um crime de responsabilidade. E, nesse sentido, o partido fará um convite formal, com todo o respeito pelo senador, para que ele procure outra legenda partidária.”