Corpo de homem é encontrado em represa próxima à BR-060 em Guapó

Vítima realizava o plantio de grama quando escorregou de um barranco, caiu na represa e se afogou. Corpo foi encaminhado ao IML

Corpo de homem é encontrado em represa próxima a BR-060, em Guapó
Corpo de homem é encontrado em represa próxima a BR-060, em Guapó (Foto: Corpo de Bombeiros)

O corpo de um homem de 40 anos foi encontrado em uma represa próxima a BR-060, em Guapó, região metropolitana de Goiânia. A vítima realizava o plantio de grama em uma chácara próxima a represa na manhã de quarta-feira (5) quando, segundo os Bombeiros, possivelmente escorregou em um barranco, caiu na água e se afogou.

Por volta das 17h, os proprietários da chácara retornaram para casa e perceberam que o homem não estava no local onde realizava o plantio. Ao se aproximarem da área, viram o chinelo e outros pertences do homem próximo à represa. Após encontrarem marcas de queda em um barranco, os proprietários acionaram o Corpo de Bombeiros.

O cadáver foi encontrado às 19h por uma equipe de mergulho. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) onde passa por perícia.

Bombeiros encontraram o corpo ás 19:10h. Equipe acredita que homem escorregou em um barranco, caiu na represa e se afogou (Foto: Corpo de Bombeiros)

Afogamento de Guapó é o quarto caso de morte registrado em Goiás em uma semana

Além do afogamento de Guapó, Goiás registrou outros três casos nesta semana. Na manhã de terça-feira (4), bombeiros encontraram o corpo de um homem de 42 anos que se afogou no Lago Serra da Mesa, em Niquelândia. O homem estava desaparecido desde sábado (1) nas águas que ficam dentro de um condomínio.

Em Guarani de Goiás, após seis dias de buscas, os bombeiros encontraram, na segunda-feira (3), o corpo da menina de 4 anos que havia desaparecido no riacho dos Porcos enquanto brincava com o irmão. A menina foi localizada a 1 km do local onde desapareceu. O corpo estava preso embaixo de um cipó.

Na quarta-feira (29), um rapaz de 19 anos que se afogou após saltar de uma ponte sobre o Riacho Seco, em Divinópolis de Goiás. Ele estava com amigos e familiares no rio, no dia 27/12, quando saltou, submergiu e não foi mais visto. O corpo foi encontrado enquanto boiava a cerca de 500 metros da ponte onde saltou.

LEIA MAIS

Mãe é presa por permitir estupro da filha de 13 anos, em Minas Gerais

Edifício do Setor Bueno é evacuado após incêndio em apartamento do 4° andar, em Goiânia

Incêndio em prédio mata 13 pessoas na Filadélfia

 

*Jeice Oliveira compõe programa de estágio do Mais Goiás sob supervisão de Hugo Oliveira