Diretora da OMS diz que pandemia da Covid ainda não está no fim

"A gente vai conviver com ele por mais anos”, afirma Mariângela Simão

Mortes por covid-19 no Brasil chegam a 622,2 mil
Foto: Agência Brasil

De acordo com a diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mariângela Simão, a pandemia da Covid-19 ainda não está no fim. Segundo ela, em entrevista à Globo News nesta segunda-feira (17), não é o momento de baixar a guarda.

“Esse vírus tem feito muitas surpresas. Ainda não é possível dizer que a gente está no final porque é um vírus muito versátil, ele faz mutações com facilidade. O que a gente pode esperar – e já há uma discussão acontecendo globalmente – é que ele parece que vai virar endêmico. A gente vai conviver com ele por mais anos”, declarou.

E ainda: “Onde o vírus circula mais livremente, cria-se um ambiente favorável para o surgimento de mutações e, possivelmente, uma nova variante”, declarou. Para ela, a Ômicron, que se mostrou “mais transmissível” e já sobrecarrega os sistemas de Saúde, não deve ser a última variante.

Ela também pontuou que a maior parte dos casos de pessoas que evoluem para a necessidade de hospitalização é de não vacinados.

Boletim integrado da Covid-19 desta segunda-feira (17), às 12h, revela que Goiânia tem 83,51% de ocupação dos leitos de UTI. Já o Estado está em 78,61%. Em números, são 16 leitos ainda disponíveis na capital e 37 em Goiás.

Confira AQUI.