DJ Ivis se pronuncia após vídeos de agressão: “não suportava mais”

Em série de stories no Instagram, artista afirma que Pamella Holanda o oprimia e agredia

2 - Artistas e gravadoras anunciam fim de parcerias com DJ Ivis
Dj Ivis (Foto: Divulgação)

No final da tarde deste domingo (11), DJ Ivis usou o Instagram para se pronunciar acerca dos vídeos em que ele aparece agredindo fisicamente Pamella Holanda, mãe de sua filha. Segundo disse, ele era oprimido e agredido – sem revidar – e ouviu diversas vezes ameaças de que a mulher tiraria a própria vida ou a da pequena bebê.

Nos vídeos publicados por Pamella, ela aparece sendo agredida com puxões de cabelo, tapas, chutes e socos. Em uma das imagens, o artista aparece agredindo a mulher com uma camiseta. Em outra, ela chega a cair no chão após ser agredida.

“Não estou aqui para justificar nada. Estou aqui para mostrar que não aguento mais isso. Ela postou uns vídeos em que eu não aguento mais ser agredido, ser oprimido, e tendo que aguentar calado”, disse Ivis. O artista continua dizendo que sabe que será julgado por muitos, mas “não suportava mais”.

“Recebi chantagens de ameaças de morte; de ameaça de morte da minha filha”, revelou. “Ninguém sabe o que é isso que passei. De querer se jogar com a minha filha do décimo andar, dentre outras coisas”, continuou.

Ivis chegou a publicar na rede social um vídeo em que Pamella aparece tentando cortar a grade de proteção de um apartamento com uma tesoura. O artista, que está filmando a situação, tenta impedi-la, que reage com insultos e tapas. Ele também publicou um vídeo em que a mulher tenta agredi-lo fisicamente enquanto segura a bebê no colo.

“Nada vai justificar a reação que eu tive, mas eu não aguentava mais ameaças”, sublinhou DJ Ivis. O artista disse ainda que chamou policiais em sua casa três vezes e também o Conselho Tutelar. “Ninguém pôde me ajudar”.

Pamella fez boletim contra DJ Ivis

Conforme publicado pelo site UOL, Pamella foi à polícia no último dia 3 de julho e fez um boletim de ocorrência por agressão contra o DJ. O Tribunal de Justiça do Ceará concedeu a ela e à filha uma medida protetiva.