Donos de bares de Goiás ganham canal de atendimento para solicitar crédito

Proprietários desses estabelecimentos poderão solicitar até R$ 50 mil em crédito sem juros

Justiça nega pedidos de bares em Goiânia por flexibilização de regras de decreto
Estudo aponta que 34% da população sente medo grande ou muito grande de frequentar bares ou restaurantes (Foto: Reprodução)

O governo de Goiás criou nesta quinta-feira (25), via GoiásFomento e Secretaria da Retomada, um canal de atendimento destinado a filiados ao Sindicato dos Bares e Restaurantes do Município de Goiânia (Sindibares) que precisam de crédito do Programa Estadual de Apoio ao Empreendedor, o Peame. Os proprietários desses estabelecimentos poderão solicitar até R$ 50 mil em crédito, sem juros, desde que não demitam nenhum funcionário.

Conforme informações da Secretaria da Retomada, um grupo foi criado para receber os pedidos de crédito e fazer uma triagem. “Um funcionário do Sindibares vai receber esses pedidos dos filiados, conferir a documentação e, estando tudo ok, vai enviar para as equipes da Retomada e da GoiásFomento, dependendo do caso do empresário: crédito ou renegociação”, informou a pasta.

A iniciativa integra um pacote de R4 112 milhões anunciado pelo governador Ronaldo Caiado (Dem) com o objetivo de atender autônomos, micro e pequenos empresários nesta pandemia. O empréstimo será a juro 0%, desde que o empresário não demita funcionários. “É uma contrapartida exigida pelo Estado”, afirmou a secretaria.

Gerido pela GoiásFomento, o Peame conta com linhas de crédito voltadas para microempreendedor individual (MEI) e autônomos, como manicure, pedreiro, promotor de vendas, cabeleireiro, feirante; donos de bares, restaurantes, pousadas, hotéis, agências de viagem, além de comércio varejista e atacadista, prestadores de serviços e pequena indústria.

Todas as informações sobre como acessar as linhas de crédito estão detalhadas no site da GoiásFomento (goiasfomento.com).