Edson destaca que Atlético Goianiense cresceu no momento certo do Goianão

Na final do Goianão, o Atlético Goianiense irá enfrentar o vencedor do duelo entre Goiás e Iporá

Edson em treinamento pelo Atlético Goianiense
Edson em treinamento pelo Atlético Goianiense. Foto: Bruno Corsino - ACG

O Atlético Goianiense mostrou mais uma vez sua força e se garantiu em mais uma final do Goianão. Apesar do time ter feito uma fase de classificação cheia de altos e baixos, com a 4ª melhor campanha, o volante Edson destacou que a equipe cresceu no momento certo da competição.

“Terminamos a fase de classificação em 4º e deveria ter sido um pouco melhor, mas o time vem crescendo no momento certo e temos tudo para sair campeões nesse Goianão”, disse o volante que ainda citou um momento do clássico contra o Vila, que mostrou maturidade do grupo. “No momento do gol deles, era natural que eles crescessem, com o estádio cheio, mas a postura dos jogadores do Atlético-GO foi de time campeão, todos levantando a moral do outro”.

O rival do Atlético Goianiense ainda não está definido, porém o Goiás leva uma boa vantagem sobre o adversário. Para Edson, independente do adversário o Dragão estará preparado. O volante também afirmou que caso o rival seja o esmeraldino, que foi a melhor equipe da primeira fase, o Dragão chega mais calejado que os concorrentes.

“Hoje no campeonato o Atlético está mais calejado que o Goiás, jogamos 4 clássicos, enfrentamos a Aparecidense, que no momento não tinha perdido para ninguém. Fora 6 jogos muito difíceis. Se eles fizeram uma melhor colocação, mérito deles, mas estamos preparados”, disse o jogador.

Coroação do trabalho no Atlético Goianiense

Neste ano, Edson quer coroar seu trabalho no Atlético Goainiense com o título estadual. Em 2020, o atleta disputou uma parte do Goianão pelo Dragão, porém por conta da pandemia, o campeonato só foi encerrado em 2021 e o jogador não estava mais no clube. Até por isso, neste ano, o atleta rubro-negro quer poder levantar o troféu no final da competição.

Um título é a coroação do trabalho que você desenvolve e aquele ano ficou aquele gostinho de quero mais. Tenho uma oportunidade muito grande de fazer uma história muito grande no clube, de ser campeão. Vamos brigar muito para isso. Mas em 2020, ficou um gostinho amargo de não estar na final.