Educadores de Goiânia recebem treinamento para identificar vítimas de abuso sexual

Profissionais passaram por capacitação para aprender a acolher família das vítimas

Foto: Pexels

Cerca de 300 educadores, representantes de escolas da rede municipal de ensino de Goiânia, receberam nesta terça-feira (11) um treinamento com especialistas para identificar crianças vítimas de abuso sexual. Os profissionais passaram por um capacitação para aprender, também, a acolher e orientar a família das vítimas para as devidas providências.

O treinamento foi realizado por meio de live pela Secretaria Municipal de Educação (SME) e contou com a participação da titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Marcella Orçai, da professora do Instituto Federal de Goiás (IFG), Janira Sodré, e da professora mestre Maria Luiza Oliveira.

No evento, os educadores receberam treinamento para identificar as crianças vítimas de abuso sexual e oferecer o suporte necessário. Eles também foram orientados a acionar o Conselho Tutelar da região em caso de indícios de violência. Os conselheiros, por sua vez, podem investigar os casos suspeitos e encaminhar as informações para a Polícia Civil, que toma todas as medidas legais cabíveis.

A violência em dados

Conforme dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), dos 159 mil registros feitos pelo Disque Direitos Humanos ao longo de 2019, 86,8 mil são de violações de direitos de crianças ou adolescentes, um aumento de quase 14% em relação a 2018.

Ainda de acordo com a pasta federal, a violência sexual figura em 11% das denúncias que se referem a este grupo específico, o que corresponde a 17 mil ocorrências.