Em 24 horas, três GCMs e um PC morrem vítima da Covid-19 em Goiás

Deputados e vereadores fazem pedido aos governos estadual e municipal para que agentes de segurança tenham prioridade na vacinação

MP-GO vai apurar processo da Guarda Civil de Goiânia para comprar fuzis
MP-GO vai apurar processo da Guarda Civil de Goiânia para comprar fuzis (Foto: Jucimar de Sousa / Mais Goiás)

Nas últimas 24 horas, três guardas civis metropolitanos (GCMs) e um policial civil (PC) morreram vítimas da Covid-19 em Goiânia. Preocupados com o elevado número de infectados e mortos registrado nos últimos dias, deputados estaduais ligados à categoria pedirão que o governador Ronaldo Caiado inclua os membros da segurança pública na lista de prioridade na vacinação. A mesma solicitação já foi pela por representantes da GCM ao Prefeito de Goiânia, Rogério Cruz.

(Foto: Arquivo pessoal/reprodução)

As mortes dos GCMs Ediel Fernandes e Jancreiton Rocha, e do agente da Polícia Civil Claverson da Silva, o “Baretinha”, de 64 anos, foram confirmadas na terça-feira (9). Já o GCM Hamilcar Antônio Vieira da Silva, que tinha 28 anos, morreu no início da manhã de hoje.

(Foto: Arquivo pessoal/reprodução)

(Foto: Arquivo pessoal/reprodução)

(Foto: Arquivo pessoal/reprodução)

Hamilcar era o coordenador das operações de combate a eventos clandestinos da GCM em Goiânia. Os quatro mortos, todos da ativa, estavam internados há menos de uma semana.

(Foto: Arquivo pessoal/reprodução)

Na Polícia Civil, em menos de um ano, já são 11 mortos, entre eles três delegados aposentados. Neste mesmo período, na Polícia Militar, o número oficial de mortos pela Covid chegou a 40.

A Guarda Civil Metropolitana ainda não tem números oficiais, mas um levantamento feito pelo Mais Goiás apurou que, desde o início da pandemia, pelo menos sete integrantes da corporação morreram em decorrência da Covid.

Priorização

Na tarde de ontem (9), os deputados estaduais Eduardo Prado e Adriana Accorsi, que são delegados, protocolaram uma solicitação que será encaminhada ao governador Ronaldo Caiado, e ao prefeito Rogério Cruz, para que os profissionais da segurança pública que trabalham na chamada “linha de frente”, sejam colocados na lista de prioritários para a vacinação contra a Covid.

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Romário Policarpo, que também é GCM, esteve reunido no final da tarde de ontem com o prefeito de Goiânia para discutir a possibilidade dos guardas serem incluídos como prioritários na lista de vacinação contra a Covid.

No encontro, Rogério Cruz prometeu que quando for permitido aos municípios adquirirem a vacina, irá disponibilizar o imunizante para a GCM, já que as doses encaminhadas atualmente apenas pelo Governo Federal já vem com a lista de prioritários definidos e não pode ser alterada.