Em Anápolis, cerca de 5 mil trabalhadores não estão vacinados no Daia; secretário faz alerta

Secretaria Municipal de Saúde afirma que levantamento é de outubro e que maioria dos trabalhadores do Daia recebeu imunizante da Janssen

Daia Anápolis
Van da Vacina estará no Daia até sexta-feira (17) das 8 horas ao meio-dia e das 13 às 17 horas e disponibilizará vacina contra a covid-19 e Influenza (Foto: Codego)

O secretário Estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, afirmou que cerca de 5 mil trabalhadores do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), entre homens e mulher, ainda não se vacinaram contra a covid-19. A declaração foi dada na segunda-feira (13) à rádio Bandeirantes de Goiânia.

De acordo com o secretário, a ‘Van da Vacina’ enviada ao Distrito Agroindustrial tem o objetivo de realizar novas buscas a esses trabalhadores e assim conter possíveis casos nas indústrias. “Se houver um surto, a empresa pode ser interditada e a gente não quer isso jamais”, afirmou Ismael Alexandrino.

“A quantidade de pessoas não vacinadas foi informada pelo presidente-executivo do Sindicato das Indústrias Farmacêuticas no Estado de Goiás (Sindifargo), Marçal Henrique Soares, que fez o levantamento por empresa do Daia”, explicou a superintendente de Vigilância em Secretaria Estadual de Saúde, Flúvia Amorim, ao Mais Anápolis.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), o levantamento citado é referente ao mês de outubro. “A pasta providenciou postos de vacinação exclusivos para trabalhadores da indústria e, após essas campanhas, mantém postos de vacinação com horários diferenciados para atender os trabalhadores”, disse em nota.

Ainda de acordo com a Secretaria, a maioria dos trabalhadores do Daia receberam o imunizante da Janssen. “O município está aguardando chegar novas remessas”, explicou.

Van da Vacina

Nesta quarta-feira (14), a Van da Vacina está no auditório da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego). Trabalhadores que atuam no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia) poderão se vacinar contra a covid-19 e a Influenza até sexta-feira (17) das 8 horas ao meio-dia e das 13 às 17 horas.

A ação é de iniciativa do governo de Goiás e tem a participação da Gerência de Imunização e Regional de Saúde Pirineus da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) e da equipe da Semusa.