Em chegada ao Atlético-GO, Edson Fernando comentou sobre momentos vividos na Ucrânia e a escolha pelo clube

Edson Fernando chega ao Atlético Goianiense vindo do Rukh Vynnyky, da Ucrânia

Edson Fernando em apresentação no Atlético Goianiense
Edson Fernando em apresentação no Atlético Goianiense. Foto: Comunicação - ACG

O Atlético Goianiense apresentou nesta quinta-feira (14), o volante Edson Fernando, de 23 anos. Apesar de jovem, o atleta já tem muita história para contar, já que viveu momentos tensos nos últimos dias. O jogador havia acabado de chegar na Ucrânia, quando começou a guerra contra a Rússia.

“Foi uma situação difícil. Passei pouco mais de um mês lá. Cheguei com boas expectativas, poder jogar na Europa, realizar um sonho, mas foi frustrante. Passei 4 dias sem dormir, sem tomar banho, comendo besteiras. Mas tudo serve de aprendizado, me sinto mais forte, mais maduro. Não é fácil estar em outro país, com tudo diferente e do nada estar no meio de uma guerra”, comentou o volante que foi para a Ucrânia jogar no Rukh Vynnyky, mas teve o sonho europeu frustrado.

Edson Fernando também comentou sobre as dificuldades de sair do país. “Passei 4 dias tentanto sair a pé pela fronteira da Polônia, mas não conseguimos. Até que conseguimos sair pela Hungria, tentamos pela Eslováquia, mas era quilômetros e quilômetros de filas de carros. Passamos 12 horas no carro, era mais tranquilo porque estávamos dentro do carro, não estávamos na rua sofrendo com frio e com fome. Dormimos um dia na Hungria e no outro dia já voltamos ao Brasil”, comentou.

Apesar do grande susto, Edson Fernando quer dar sequência na carreira. Formado no Alecrim-RN, o atleta teve destaque no Bahia, nas duas últimas temporadas. Agora no Atlético Goianiense, o volante destacou que quer evoluir, assim como o clube goiano vem fazendo nos últimos anos.

“Depois que cheguei aqui tive a certeza que foi uma ótima escolha, tanto pela organização do clube, quanto pela estrutura. Porque o Atlético-GO? Pelo calendário que tem, pela evolução nos últimos anos e um projeto promissor tanto para mim, quanto para o clube. Acredito que possa dar certo”, comentou.