Em Goiânia, Eduardo Leite cita alternativa contra a polarização nas eleições de 2022

Político disputa a preferência do PSDB para ser candidato à presidência da República

Eduardo Leite sentado e com os braços cruzado em forma de oração
Ex-dirigentes do PSDB de Goiás declaram apoio a Eduardo Leite(Foto: Jucimar de Sousa/ Mais Goiás)

Em Goiânia, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), comentou sobre alternativas contra a polarização Bolsonaro x Lula. No evento realizado na capital na manhã deste sábado (7), o político avalia que as pesquisas estão mostrando que é esperado outras alternativas para as disputas de 2022 em relação à presidência da República.

“As pesquisas dizem muito mais do que a intenção de voto nesse momento. Assim, como parte do povo parece dizer querer eles [Lula ou Bolsonaro], parte substancial não quer. Só que essa parte que não quer, não sabe ainda claramente quem são as alternativas”, afirma.

Eduardo Leite citou ataques do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e disse que a democracia não é apenas ganhar eleição. “É saber conviver em um mandato com quem pensa diferente, com o contraditório, a contestação nas arenas legítimas para isso, nas redes sociais e na impressa. Vemos um Brasil em que tudo aquilo onde possa ser espaço de expressão do contraditório está sob ataque do presidente Bolsonaro. Democracia não é ditadura da maioria”, disse.

Em busca de apoio para as prévias

O político disputa a preferência do PSDB para ser candidato à presidência da República, no ano que vem. O encontro com lideranças da sigla na capital ocorreu na manhã deste sábado (7).

Eduardo Leite vem à capital goiana, assim como João Doria, que veio em 10 de julho para as disputas das prévias da sigla no final deste ano. Outros pré-candidatos são Tasso Jereissati, Artur Virgílio.